17 outubro 2010

Quase manifesto contra a infelicidade

Não quero estar em frente a este cartaz à espera. Não quero a amargura do que podia ter sido e não foi porque a vida, o mundo, o pai, a mãe, o destino, é injusto. Não quero a tristeza do que foi e nunca mais volta a ser. Não quero os dias sentados à espera de uma coisa perfeita, sem ângulos nem arestas, porque nada disso existe.

Para o caralho com a perfeição. A vida é aqui e agora. 

4 comentários:

gerou-se a confusão natural disse...

Não há ícone para "gosto"? Ainda bem . Ter de dizer que gosto disto sabe-me bem.

sete e pico disse...

quase voto por baixo deste quase manifesto contra a infelicidade, todas ao motim aeronautico!

м♥ disse...

é pá, esta ultima frase foi qualquer coisa

Bluebluesky disse...

A vida é sem dúvida aqui e agora...nós é que às vezes nos esquecemos que em vez de esperar pelo vôo podemos perfeitamente ir andando a pé...