02 maio 2010

Hoje é dia da Mãe

Claro.

26 comentários:

sete e picos disse...

ai que alivio, aquela imagem da nossa senhora tava a dar-me arrepios

as maes nao somos nenhumas santas, ao contrario, tentamos fazer o melhor possivel dentro de todas as nossas contradiçoes humanas

o chofer a dançar com a criada disse...

Peço desculpa por ter mudado a imagem a quem quer que tenha feito acompanhar a nossa senhora desta posta, mas de facto, fiquei de imediato com azia quando a vi.

De resto, parabéns a todas as mães!!

coluna vertebral disse...

eu tinha uma estatua da nossa senhora em plastico verde fluorescente que brilhava no escuro, trazida de fatima e benzida pelo padre que nos acompanhou no periplo, ha 25 anos atras....
Era linda. Nao percebo o que tem contra a iconografia kitsch...

(e nao fui eu que la pus a virgem)

beijos as maes tambem.

o chofer a dançar com a criada disse...

acho que a multiplicidade, a liberdade de opinião e de expressão que são respeitados a 100% nesta casa, devem manifestar-se em todo o seu esplendor nas postas. Em relação ao cabeçalho, que é representativo da imagem de grupo, pelo menos julgo ser, julgo que se deveria abster de opinião política ou religiosa.

No caso da nossa senhora aqui escarrapachada quando abri o blog hoje, o que a coluna na sua opinião chama de iconografia kitsch, a mim ofende-me o meu ateísmo galopante.

o chofer a dançar com a criada disse...

P.S

é isso e os catrapázios de 3 andares que dão as boas vindas ao sr papa, ali no marquês de pombal e que têm como slogan, "lisboa dá as boas vindas ao papa" ou qualquer coisa deste género.
Mas que merda é esta?
Eu não dou de todo as boas vindas a esse senhor! Por mim, não metia aqui os pés!

-pirata-vermelho- disse...

D. Coluna devia saber que a iconografia kitsch tem de piroso o facto de ser gasta e árida, despida de significado inovador ou sentido ou conteúdo estético, além de ser refúgio alienante de uma forma recente (com alguns 50anos...) de decadência nas peri-artes e nas práticas sociais, podendo enformar uma atitude diletante oca e petulante.

(que se me desculpe o caracter pouco axiomático da explicaçôncia)

foi dançar a bossa nova disse...

Minhas queridas,

Vocês dão-me tanta vontade de rir como, por vezes, de chorar. É que algumas coisas também ofendem as muitas outras coisas galopantes que em mim também existem.

Quanto ao cabeçalho, querida chofer, tinha a impressão que, desde que se instalou a anarquia das imagens, não representava nada a imagem de grupo mas sim a imagem do último post ou, apenas, de um estado de espirito que alguém tinha num dia, e que outrém podia mudar quando entendesse (por vezes com alguns atropelos da vontade de quem a postou). Se vamos por essa linha, ou acertamos numa imagem colectiva, outra vez, ou não te eesqueças que quase tudo hoje em dia, pode ter uma visão politica...

Anónimo disse...

E por que não ateísmo trotante? Alusão cavalar por alusão cavalar...
Ainda bem que não é a chofer a decidir quem "mete" cá os pés. Estavamos desgraçados.
É tão bonito ver um colectivo povoado de colectivistas a funcionar. Acaba sempre da mesma maneira: a impor a vontade geral (que não passa de uma ficção) à vontade real dos seus membros.

Anónimo disse...

E por que não ateísmo trotante? Alusão cavalar por alusão cavalar...
Ainda bem que não é a chofer a decidir quem "mete" cá os pés. Estávamos desgraçados.
É tão bonito ver como funciona um colectivo povoado de colectivistas: a vontade geral, que não passa de uma ficção, acaba sempre por se sobrepor à vontade real dos seus membros. É própria do processo mental dos intolerantes que enchem a boca com a intolerância alheia. De pé, ó herdeiras de Rousseau, Robespierre e Lenine!

Anónimo disse...

Olha, o meu esboço foi publicado. Paciência. Lêem a dobrar. Não que vá fazer grande diferença...

Farinha Amparo disse...

Com tantas fotos que enaltecem a relação entre mãe e filho/a porque raio é que se opta pelo cliché carregado de conotação religiosa de uma imagem da suposta virgem, Maria? Faz lembrar um blogue de beatas (que não é de todo o caso)... não é querido, nem fofinho, nem tão pouco "olha que linda imagem de nossa srª."... é parolo (então se brilhar no escuro.. upa upa).

Ao menos não foi uma imagem de um menino ao colo de um padre.


Quanto aos catrapázios de 3 andares para o papa... não percebo qual é o mal... está de acordo com toda a falsa humildade a que o Vaticano nos habituou, porque não dar uma ajuda?

Farinha Amparo disse...

Sr. Anónimo, e a igreja que é tão tolerante. Felizmente agora já não pegam fogo às pessoas... usam outros processos mais inteligentes. A verdade é que o Vaticano é uma máfia (cheia de guito e poder... quem dera ao Lenine). Não é uma questão de escolha, é uma questão de respeito, nem que seja respeito por todos os que foram assassinados em nome de Deus (que caso exista não tem nada a ver com o assunto) pela mão do homem. É triste ver o refúgio das pessoas em entidades inalcansáveis.. dá um jeitaço! Assim, quem conseguir convencer os outros que tem uma linha directa para Deus, consegue levar a sua a avante e controlar milhões de pessoas, que com a sua bondade e crença nos (alguns) bons valores que a igreja transmite.

E depois.. coitadinhos deles que estão a ser atacados de andar a encobrir os abusos praticados pelos membros do clero (olha que novidade).

Não me lixem e não tragam a roupa suja para um blog de categoria. (porque a verdade é que a imagem da Maria não é só uma mãe, traz muita coisa agarrada)

o chofer a dançar com a criada disse...

O sr. anónimo que não pertence a este colectivo, nem sequer sabe do que está a falar, para estar a arrotar postas de pescada desta qualidade. Sabe onde é que pode meter a "brassica"?

Querida, foi dançar a bossa nova, eu acho que o cabeçalho tem vida própria no sentido em que é representativo da imagem do grupo, quer queiramos quer não, a título de exemplo, se uma de nós agora decidisse postar durante um mês no cabeçalho, fotos de campos de concentração nazis ou propaganda nazi, julgo eu que qualquer uma de nós se sentiria chocada com imagem que estaríamos a passar.
NO entanto, concordo em absoluto que tudo hoje em dia pode ter alguma conotação política, sim e nesse caso, então ou fazemos um esforço para sermos as melhores juízes de nós próprias ou reservarmos as imagens para as postas pessoais, ou de facto, como terceira hipótese, voltamos a escolher uma imagem de grupo fixa.

neste caso, a nossa senhora anexada à sua posta respectiva, faz todo o sentido.

Anónimo disse...

Eu ca gostaria de ser o menino...

Farinha Amparo disse...

Hmm.. o menino ao colo de um padre ou o menino nos braços da Maria?

Se for ao colo do padre... bem.. há gostos pra tudo.

foi dançar a bossa nova disse...

Farinha Amparo, a sua roupa suja é consigo. A nossa é connosco. A fotografia que eu escolho é, apenas, comigo.

Querida Chofer,
em relação ao cabeçalho, eu concordaria contigo há uns meses atrás, agora não tanto (e ressalvando a diferença entre a imagem da discórdia e o teu exemplo mensal). em todo o caso, o que me parece fazer sentido para que cada múltipla se sinta à vontade, não só para postar, como para "desarrumar" o fundo, as cores, o fundo e tudo o mais é que cada uma arrume como quiser e quando quiser, mas quando uma fotografia pertencer a um post, seja colada nele por quem vier a seguir. Senão, além de se perder metade da(s) história(s), corremos sim o risco de não haver uma correspondência com a vontade de cada uma de nós.
Aliás, o que acho mesmo boa ideia é fazermos uma assembleia geral8 e coisa, precedida de jantar!

Anónimo disse...

Esta mulher 8 ecoisa 9 e tal precisa e de un divan, se reconhece como múltipla, mais não consegue resolver as suas contradicçoes internas, sempre tem medo de aquilo que possan pensar os outros ¿como uma mulher tão ilustrada pode conter tanto oscurantismo?. Eu acho que pode.

Anónimo disse...

Fofinha Mampara: eu [ trinta e tal años] vejo os braços de María, a virgen.

-pirata-vermelho- disse...

A imagem é fraca, feia e desprovida de significado fora do imaginário gasto, conhecido...
Proponho esta
http://www.cobrasoverthetundra.com/images/willow%20god%20mother%20lg.jpg
ou esta
http://www.impactlab.com/wp-content/uploads/2009/09/brazil1.jpg


Propunha! Agora já tod'a gente percebeu que não háqualquer alcance nesta conversa - a maternidade e a condição da fêmea com filhos é a maior banalidade do mundo )

Anónimo disse...

falei-me da sua banalidade no mundo...o dito de outra forma: você como uma pessoa banal...

sem-se-ver disse...

pera aííííííííííííííííí´

mas que se passa aqui? ofendem-se os credos religiosos de uma das da casa com toda a desenvoltura e todo o desvelo fundamentalista anti-católico?

estou verdadeiramente pasma.

basta - entendam-me - basta ALGUÉM acreditar na Virgem Maria para ter todo o direito de colocar, e ainda mais para celebrar o DIA DA MÃE, a imagem da Senhora e do Menino Jesus.

pelo amor de deus, ou da santa, ou do diabo, o que quiserem, e que tal de respeitinho, que é sempre muito bonitinho?

(e para que fique tudo muitissimo esclarecido, sugiro que leiam o meu comentário ao post d'acima, sobre s. francisco de assis)

sem-se-ver disse...

qt a si, 'chofer', pois lhe digo que, enquanto leitora, só houve uma imagem representativa deste blog, e que por lá se manteve por muitos anos: exactamente - nenhuma. cabeçalho com o nome do blog. isso sim, era colectivo.

qt às imagens de cabeçalho d'agora, que muito me diverte encontrar uma diferente cada dia, são exactamente isso - imagens, diferentes, todos os dias, colocadas por meninas/senhoras, diferentes, todos os dias. qual imagem colectiva qual quê! cada uma é representativa ds disposição, da vontade, da panca, do tema do post, do gosto, da telha, de cada uma que a coloca ali.

não se apoquente... se havia um cabeçalho com a imagem de Nª Srª isso não implicaria, na cabeça do leitor, que vossas excelencias fossem todas catolicas apostólicas romanas... acredite em mim. a sua falta de fé, a qual comungo, não saiu minimamente beliscada... :-)

foi dançar a bossa nova disse...

Cara Sem-se-ver, muito obrigada!

o chofer a dançar com a criada disse...

Cara sem se ver, eu nunca me apoquento, especialmente com este tipo de assuntos, e raramente me zango seja com o que for.
Isto não é uma guerra, é uma troca de opiniões.
A senhora não pode falar pela "cabeça do leitor", visto ser só uma.
querida foi dançar, a assembleia é uma boa ideia, nem que seja pelo belo jantar em convívio.

-pirata-vermelho- disse...

O brilhante alinhamento da d. sem-se-ver ilustra feericamente a sua in situ condição de derrapagem - veja-se-me só aquele 'per'aííííí' e apesar deste apreciável segmento, "só houve uma imagem representativa deste blog, e que por lá se manteve por muitos anos: exactamente - nenhuma. cabeçalho com o nome do blog. isso sim, era colectivo." que não poderiamos deixar de aplaudir pela justeza.
Porém, valha-nos a santa virgem mãe, de deus, de todos nós e mais alguém, (maiúsculas ad lib, please) a senhora acaba a derivar, vertiginosamente, sem salvação possível, in nomine pater et mater und alles amen.

sem-se-ver disse...

cara chofer,
nem vc pode falar pela 'cabeça de autora do oito e coisa', visto que é só uma :-)