03 julho 2010

Muito seriamente...

Ao longo desta década, conseguiram reunir-se centenas de  testemunhas credíveis de várias nacionalidades, entre reformados da NASA, membros das forças aéreas, pilotos ou comandantes, ex- astronautas como buzz aldrin, altas patentes do exército, polícia, departamento de defesa interna, membros do governo, munidos de provas documentais, seja em formato de relatórios, áudio e vídeo, todos prontos para jurarem em congresso de que tudo o que contaram é a mais pura das verdades e que a conclusão evidente e deste sempre escamoteada é esta:

Não estamos sozinhos no Universo. Existem mais civilizações para além da nossa.

Todos juntos pretendem não só a angariação de cada vez mais testemunhas, como pressionar o governo americano a finalmente vir a público confirmar esta verdade e a assumi-la como um assunto de extrema importância para a defesa do país. A este plano de acção conjunto, sem fins lucrativos, chamou-se The disclosure project liderado por Steven M. Greer.
Para além desta exigência, esta acção pretende pressionar os governos mundiais a desistir do armamento espacial, com base no argumento de que esta pode ser considerada como uma atitude hostil e desencadear uma  eventual guerra espacial sem precedentes e de consequências imprevisíveis.

O número de testemunhas credíveis presentes na National Press Conference, e as histórias que contam são para nós tão estranhas e  perturbadoras que o cepticismo saudável deve ser mantido, mas nunca descurando que este é um assunto da maior seriedade ao qual não devemos fechar os olhos.
Falo por exemplo, neste vídeo, do caso do Sargento da força aérea, Clifford Stone, que testemunha ter estado envolvido em eventos de naves extra-terrestres acidentadas de onde foram resgatados seres ainda vivos, e que até hoje já foram catalogadas pelas forças militares e governamentais 57 espécies alienígenas diferentes, algumas das quais de características humanóides, pelo que urge que a ciência possa vir a público, de forma aberta e apoiada pelo governo, estudar e procurar explicações para este facto.
Entre os governos americanos que tentaram abrir e prosseguir com estas investigações, ainda que a título secreto, estiveram Jimmy Carter e Bill Clinton, que rapidamente, em relatório existente e de veracidade comprovada, foram "aconselhados" a desistir da ideia.

Steve Bassett, activista político e director duma organização de pesquisa extraterrestre, envolvido  também na acção do Disclosure Project, pede aos americanos  e ao mundo para se prepararem para a curto prazo terem de enfrentar o comunicado público da Casa Branca, confirmando a existência de outras civilizações para além da nossa.

As consequências económicas, tecnológicas e sociais daqui resultantes, podem ser algo confusas ou determinantes de algumas mudanças mais drásticas, como por exemplo, o facto de sermos obrigados a pensar em nós, não como portugueses, japoneses, americanos, mas sim, antes de tudo o mais, como terráqueos, unidos pela mesma espécie, face a espécies exteriores.
Segundo Steve Bassett, Steven Greer e todas as outras testemunhas deste processo aberto em congresso, as consequências da não abertura ao público da verdade, serão mais tarde ou mais cedo, muito mais devastadoras.

Pela primeira vez na história governamental internacional, o departamento de defesa mexicano lançou directamente para as cadeias televisivas um vídeo captado por pilotos  durante um destes, cada vez mais frequentes, encontros.

Deixo-vos aqui os dois vídeos respectivos, o da National Press Conference e este lançado pelo governo Mexicano. Tirem as vossas próprias conclusões e deixem aqui os vossos comentários.






4 comentários:

na prise és bestial disse...

a conferência do Disclosure Project aconteceu em 2001. Sabes em que ano aconteceu a divulgação do governo mexicano, oito?
confesso que não vi a hora e tal do primeiro video, mas sou alérgica a teorias da conspiração. Ao fim de três minutos começo a espirrar, mais de 10 minutos dá-me comichões no céu da boca.

8 e coisa 9 e tal disse...

Sim, o primeiro vídeo é de 2001. O segundo, pelo que me apercebi é já de 2009.

Teoria da conspiração como em, é estúpido pensar que os governos escondem e manipulam informações como um acto de sobrevivência, de proteccionismo e competitividade económica e tecnológica e que não teriam interesse nenhum em esconder a existência de outras espécies mais evoluídas que nós?

Manyfaces disse...

eu não acredito em historias de UFO... mas estaria disponivel para fabricar uma novela dessas e convencer a NASA, Russia e todos os demais maluquinhos das armas se o efeito fosse de:
"...pressionar os governos mundiais a desistir do armamento espacial, com base no argumento de que esta pode ser considerada como uma atitude hostil e desencadear uma eventual guerra espacial sem precedentes e de consequências imprevisíveis."

Anónimo disse...

Ainda está viva uma das pessoas que presenciou um dos mais bem documentados acontecimentos dessa natureza. É pena deixarem-no morrer sem contar tudo o que sabe... É pena só ter contado parte do que sabe e dos relatórios que fez quando era novo quando deixou de ser o General CEMFA... Mais teoria da conspiração deste anónimo louco que tem a mania que sabe tudo... :) Se quiser procure-o querida múltipla... Ele até é português e é um óptimo conversador...