19 setembro 2008

descoberta esquecida

Num repente, um milhão de luzes acenderam-se simultaneamente na minha cabeça. Descobri o que já tinha descoberto há muitos anos e me tinha esquecido:
O amor não é condição suficiente para viver uma relação.

Repeti isto para mim mesma até à exaustão, fiquei uma semana sem falar e, depois, servi-lhe um café, pus-lhe as duas colheres de açúcar que ele gosta e soltei tranquila e lucidamente as palavras há tanto tempo escondidas em emoções confusas e emaranhadas: Amo-te. Muito, demais, amo-te. Dentro de uma semana saio de casa, vou viver comigo mesma, tenho saudades de mim.

11 comentários:

a coluna vertebral disse...

Querida Oito,
Matematicamente, o que tu dizes escreve-se não como:

relação <=> amor

mas como:

relação => amor

Claro que a implicação também pode ser vista como:

não amor => não relação

mas isto são outras mágoas.

sem-se-ver disse...

é tão verdade que as lágrimas me chegaram aos olhos.

espero que consiga matar as saudades de si, querida oito. talvez aí o amor possa voltar a ser suficiente para re-construir a sua relação.

um beijo.

8 e coisa 9 e tal disse...

querida coluna, é verdade que uma relação implica amor, mas nesta momento a lógica matemática seria mais:amor não implica uma relação.

8 e coisa 9 e tal disse...

obrigada sem-se-ver, abraço

lucas disse...

ok. já sei que o encontro é com o Mateus às 7 e 7, mas será AM ou PM? e onde?

A "colega" que apagou o meu comentário no post do lost faxfavori pedir para apagar este também.

Mlee disse...

Brutal!
Às vezes é assim, amamos tanto que nos esquecemos de nós, dedicamos o espaço e o tempo ao outro e depois, um dia, acordamos e temos saudades daquela outra que, em tempos, até se apaixonou.
Disseram-me muitos estas linhas, até pelo destino final.

Até breve

dizia ela baixinho disse...

lucas, psiuuu...

a colega manda dizer que não apaga nada. nem mesmo se pedir por favor.

agora não mace mais. a gerência agradece.

e agora, 'cença, uma santa noite p todos os profetas virtuais. e p o estimável público. e múltiplas, pois está claro.

margarida disse...

Olá.
a oito e coisa tem razão, coluna vertebral. ela esta a dizer que:
não é verdade que
amor implica relação.
isto significa que:
é verdade que
ha amor e não há relação.
que é diferente de dizer que relação implica amor.

Mas eu acho que havendo amor então há uma relação entre pessoas desde que se introduza uma condição adicional: que saibam colocar-se no lugar do outro; mas a minha definição de amor inclui esta condição.
cumprimentos,:)
Margarida

8 e coisa 9 e tal disse...

margarida, tão importante como colocar-se no lugar do outro é também não esquecer de olhar e considerar o nosso lugar na relação, e isso por vezes falha, de tanto olhar para o outro esquecemo-nos de olhar para nós.

a coluna vertebral disse...

Queridas oito e margarida,
A beleza da implicacao e mesmo essa. Dizer que relacao => amor, quer precisamente dizer que amor e uma condicao necessaria, mas nao suficiente para fazer durar a relacao. Estamos todas de acordo, entao. Emocional e matematicamente falando.

margarida disse...

oito:
gostei imenso do teu comentário ao meu comentário: tens toda a razão.
M