02 fevereiro 2007

Aula de dúvidas

Acendo um cigarro na paragem do autocarro e ele finalmente aparece.
Haverá maneira de aplicar esta lei da embirração ao sentido da vida?

9 comentários:

o chofer a dançar com a criada disse...

e ainda,
*se mandares fora alguma coisa que tens há muito tempo, vais precisar logo dela
*quando te ligam, se tens caneta não tens papel, se tens papel não tens caneta, se tens ambos, ninguém te liga
*qualquer corpo mergulhado numa banheira fará tocar o telefone
*a probabilidade do pão cair com o lado da manteiga virado para baixo é porpocional ao valor da carpete

a verdaddeira lei de murphy agora:
*se há duas ou mais formas de fazer uma coisae uma das formas resultar em catástrofe, então alguém a fará

Ruiva disse...

E aquela: - Quando alguma coisa pode correr mal, porque é que haveria de correr bem?

Anónimo disse...

vd. post acima...

Agora que eu ia tomar coragem, a moça diz que é homem...

Só apetece dizer (em ucraniano) kdrvjga

@ disse...

Tudo o que puder correr mal, correrá.Só precisas ter isso em consideração.

zamotanaiv disse...

há uma situação na qual uso esse truque: quando num restaurante a comida está a demorar muito a chegar, sei que se acender um cigarro que me vai saber bem, nem duas passas chego a dar.

no baile da d. ester disse...

O john lennon resumiu a aplicação dessa embirração ao sentido da vida: Life is what happens to you while you're busy making other plans.

Quando as pessoas se derem conta que a vida não é daqui a 1 ano quando conseguirem a promoção, nem daqui a dois quando tiverem um filho, ou há 10 quando tudo era possível, se possam dar conta que a vida não é daqui a um bocado, é agora mesmo. Enquanto estamos ocupados a fazer outra coisa qualquer.

o chofer a dançar com a criada disse...

e mai nada!

8 e coisa 9 e tal disse...

Eu só queria saber se há alguma maneira de aplicar a lei da embirração e seus corolários ao sentido da vida. Apesar de todos os contributos, a dúvida mantém-se.

Anónimo disse...

O sentido da vida ? Ihhh...você estar a dar uma grande volta. tem de voltar tudo para trás...controla a próxima rotunda e depois segue, segue, segue, segue, segue...não tem que enganar, quando chegar ao fim vê logo

e agora lembrei-me de uma expressão nortenha "vai por aquele caminho a acreditar", eufemismo para maus acessos.