08 fevereiro 2007

Eu dava-te com a etiqueta...




Como é que é possível, pergunto eu, que existam pessoas capazes de nos fazer questionar até valores mais básicos e essenciais como o direito à liberdade de expressão?
Esta criatura chamada assunção cabral (em letras pequenas, sim.) que não é de todo de raça sofisticada mas antes uma aberração traiçoeira da natureza que faço questão de não cheirar nem de longe nem de perto, este estupor de gentinha pérfida e carregada de maldade dentro do corpo e de um desrespeito absoluto por todas as formas de vida que infelizmente são obrigadas a coabitar o mesmo ambiente sórdido que ela cria à volta dela, merece-me apenas uma única simpatia : a possibilidade de imaginá-la dentro duma sala trancada com dois gatos assanhados e duas cadelas com cio. Esta criatura merece o nosso medo e o nosso pânico. Quanto à senhora Ana Isabel Lima : Tenha dó! Vá-se curar! Francamente, não percebo o que é pior, o calibre de estupidez da sua pergunta ou existir alguém que se dê ao trabalho de lhe responder.

17 comentários:

nove e tal disse...

etiqueta??? li bem???
quem é este monte de merda q dá pelo nome de assunção cabral (a q faz a pergunta merece o mesmo epíteto).

desculpem o vernáculo, mas este artigo revolta-me e é merecedor de uma denúncia. e é para já!

L disse...

Eu tenho uma cadela com cio, e uma gata que deixa cair muito pelo. Ofereço ambos com objectivo de acossar essa... essa... possidónia!

Ruiva disse...

Os meus pais têm 2 cães e 1 cadela, eu tenho uma gatinha, a Lua, e acredito piamente que qualquer um deles tem mais educação e inteligência que essa senhora que dá pelo nome de assunção... O que de resto nem é muito difícil!

FuckItAll disse...

Além de que acho lindíssima esta noção de etiqueta de quem é convidado para casa de alguém e fala em "exigir" coisas. Grande etiqueta... Deve ser daquelas etiquetas autocolantes para presentes de natal, com dourados e cor-de-rosa.

Quando, exactamente quando, é que as pessoas começaram a sentir-se no direito de dar espaço a si próprias para tantas maniazinhas e pior, para as impôr aos outros na casa deles?

ManyFaces disse...

A Assunção ainda fica uns furos abaixo da Bobone. Falta-lhe alguma convicção genuina... É pena. É difícil imitar a Bobone...
Eu leio sempre estas crónicas... Neste caso a coisa sabe a imitação barata, produto requentado, produção forçada... A Assunção se calhar é uma verdadeira mulher liberada, vota no BE, anda a fazer campanha pelo SIM, queimou soutiens em 74, abomina Tias e nunca foi a Cascais. Vive num T0 em Campo de Ourique, rodeada de gatos e de livros. É uma pessoa boa e brilhante. Foi despedida do Púbico há 2 anos. Escrevia sobre artes de palco e outras coisas em extinção. Ainda tentou escrever uma crónica parecida com o Sexo e a Cidália do DN, mas sem sucesso... Agora aproveita para ganhar uns cobres no Sol...

sete e picos disse...

eu pessoalmente até compreendo que haja pessoas que não gostem de gatos e que até tenham medo deles, já conheci duas pessoas assim e era divertidissimo ver o seu profundo terror quando os meus gatos se aproximavam delas. Portanto a pergunta da senhora não me choca, agora a resposta da sodonaassunção é absolutamente manifica, a senhora é um poço sem fundo de boas maneiras, que delicadeza, que diplomacia, que tacto!!!...

Ps.many faces, onde você ouviu falar de alguma mulher que tivesse queimado soutiens em 74, ou mesmo em portugal? mas ainda bem que falou nisso, lembrou-me que tenho uma posta pendente sobre os mitos do feminismo...

manyfaces disse...

Parece inequívoco que não se queimaram. Estou sempre a aprender:

http://www.redejovensigualdade.org.pt/demulherparamulher/docs/sem-intermedio/seminarioII-mb.pdf

Eu acho que o mito da queima era bonito. Se não se queimaram é pena.... Correcção devida:

"...pensou em queimar soutiens em 74..."

Ruiva disse...

manyfaces, os soutiens são carissimos, não raras vezes são das peças mais caras do vestuário de muitas mulheres... Acha que iriamos queimar uma coisa tão necessária e cara?!? Além do mais, os soutiens históricamente vieram substituir os espartilhos, permitindo uma maior liberdade da condição feminina! É um mito estranho que se propagou pelos tempos e de forma infundada...

? disse...

e o calibre daqueles que se dão ao trabalho de ler ou, helas, de comentar?...

nove e tal disse...

e aqueles q ainda se dão ao trabalho de ler o post, ler os comments e de comentar anonimamente (?) o q não lhes agradou?

espantoso, não é?

@ disse...

Quem?

(conheci alguém como essas duas parvalhonas. também insistia em ir a rodízios e fazer um escarcéu em cada fatia de carne rosada)

dorean paxorales disse...

Ridículo.

kiss me disse...

Sim, eu compreendo que haja gente com medo de gatos, embora fazer perguntas a uma qq estranha numa revista me pareça revelar falta de inteligência.

Mas esta resposta não tem palavras...todo o texto, as palavras usadas... que pérola!

Pedro Machado Borges disse...

ÓTÁÁÁÁRIA!!!!!!!!

Ana disse...

Sem dúvida alguma que esta "senhora" "..é uma verdadeira mulher liberada, vota no BE, anda a fazer campanha pelo SIM, queimou soutiens em 74, abomina Tias e nunca foi a Cascais. Vive num T0 em Campo de Ourique, rodeada de gatos e de livros. É uma pessoa boa e brilhante."
Sim..E só por acaso não se terá enganado na pessoa, manyfaces? É que esta (..) Cabra(l) é perfeitamente abominável e (de acordo com ela mesma) se tivesse uma gato seria da raça mais sofisticada, não concorda, A.C.?
Aliás, se lermos bem o texto, encontramos muitas parecenças entre si e a sua descrição dos animais, ora vejamos:
"possídoníssimos" -» Sem dúvida que este era daqueles que lhe ficava a matar na testa;
"metem medo e os que detesto" -» Mete medo de ainda existirem pessoas como você e de conseguirem ser tão detestáveis;
"obsessão com que perseguem" -» Eu dava lhe o cão, dava, dava..É que era vê-la fugir!;
"traiçoeiros" -» Traiçoeira, não sei, mas que é parva de todo, isso não há dúvida;
"repelente" -» Ora aí está um adjectivo que encaixa perfeitamente em si;
"estupor do felino se assanhe" -» Ainda não lhe ocorreu que se calhar é por isso que ainda não levou um pontapé do Sol?
"nojento" e "ordinarice indesculpável" -» É sem dúvida o seu retrato!

Ora, passe bem, Cabra(l)

Anónimo disse...

Não façam aos outros o que não gostam que vos façam a voces, este comentarios sim que são um insulto muito maior que a cronica, ja se vos ocorreu que a escritora pode ter um trauma?sei que mesmo assim não desculpa mas voçes são horrivelmente maldosos nos comentarios, esteve incorrecta, sim. Pediu desculpas?Tambem
PS:era ironia porque o unico que faz é tenta satisfazer a vontade de quem pregunta(que so teve medo, voces pelo visto tb tem-lhe medo a ela)
é um ser vivo, tal como os gatos, os gatos tb arranham as pessoas e isso, somos todos seres vivos e temos que nos respeitar e nem de um lado nem do outro vejo isso

A favor de TODOS os seres vivos

(desculpem se fui duro, mas a maldade é intoleravel)

Anónimo disse...

Tenho seis gatos(sim seis) e adoro-os como se fossem meus filhos ou irmãos, mas acho que ninguem merece tanto insulto
sudaçoes