14 fevereiro 2007

Que título?


Às vezes a vida é isto mesmo: não sabermos interpretar o que temos à frente dos olhos. Esta imagem é um reflexo disso: captou-me a atenção e pelo inusitado da cena decidi 'capturá-la'. O que lhe hei-de chamar, não faço ideia.

7 comentários:

Filipe M. Reis disse...

cone vermelho suspenso
ou
o suicídio do cone vermelho
ou
(i)cone

sete e picos disse...

e que tal: cinzeiro de praia suspendido?

às vezes as coisas podem ser tão simples...

Filipe M. Reis disse...

oops! devo ter treslido a posta/imagem e deixei-me levar pela livre interpretação, pelo humor negro e pela jogatana verbal. felizmente há por aqui quem nos chama à razão. afinal era tão simples...e logo eu, fumador inveterado...

PS- mas, já agora, e que tal: ceci ce n'est pas un cendrier de plage suspendu.
:)

o chofer a dançar com a criada disse...

bem, suspendu ou não, eu se visse o cone usava logo como cinzeiro ou como balde para fazer castelos na areia ou mesmo como chapéu ou mesmo mesmo como objecto para fotografar. por outro lado, se fosse cão aproveitava para lhe mijar em cima e aliviar a bexiga.
a foto está bonita. : )mais uma vez, parabéns à nossa múltipla fotógrafa!

sete e picos disse...

com jeitinho também dá para fazer de binóculo e ver Braga por um canudo...

8 e coisa 9 e tal disse...

bom, a interrogação do título não se tratava de um repto ao estimável público, mas dadas e lidas as respostas tenho a dizer que o vencedor é:

(i)cone.

na prise és bestial disse...

essa votação foi por unanimidade dos membros do júri? ou maioria simples?