23 junho 2008

A ultrapassagem - um epitáfio

Dino Risi (1916-2008)


Um homem do mundo. Um burguês, bon vivant, mulherengo, sarcástico e ácido, adorava os seus actores e protegia-os para que lhe dessem tudo. Sente-se esse afecto. Quando propõe ao grande cómico italiano fazer um papel dramático. Quando aposta no sedutor mor do reino para fazer de cego amargo e insuportável. As mulheres, essas, sempre lindas e desejáveis.


Licenciou-se em medicina e especializou-se em psiquiatria, mas fartou-se de tratar pessoas que não tinham cura e dedicou-se ao cinema. Começou em 1946 e durante 58 anos nunca parou.


A sua autobiografia, I miei mostri, compilação de notas soltas que nos vão permitindo entrar na história de vida que Risi quer deixar. Um homem com os olhos cheios de ironias e cansaços, como este «Quando vado al cinema e vedo un film di Nanni Moretti, penso: "Spostati Nanni, e lasciami vedere il film"» (quando vou ao cinema e vejo um filme de Nanni Moretti penso: Sai da frente Nanni, deixa-me ver o filme).



Il sorpasso (1962), Jean Louis Trintignant e Vittorio Gassman


"E la morte? La morte, ha detto Saul Bellow, sarà una grande noia. Non è vero. La morte sarà bellissima. E, aggiungo, ricca de sorprese." Dino Risi, I miei mostri.

9 comentários:

-pirata-vermelho- disse...

Este artigo, interessante por reconhecer o cinema, elaborado, civilizado e culto da era antediluviana só pode ser da...



(é, não é?)

pirata, veja lá se percebe disse...

que aqui não interessa quem escreve o quê, são todas uma mesma. Será que ao fim de dois anos ainda não compreendeu isso?

-pirata-vermelho- disse...

não são nada!
ainda não assumiu isso?

-pirata-vermelho- disse...

ou
é comparável o significado deste artigo com as grosserias de casa de banho?


e outras debilidades...

8 e coisa 9 e tal disse...

Agradeço o elogio. No entanto, cumpre-me relembrar que o lugar de editor do blog não está disponível.

sem-se-ver disse...

i miei mostri = os meus monstros?...

8 e coisa 9 e tal disse...

sim sem-se-ver; faz um jogo de palavras tambem com os seus filmes i mostri e i nuovi mostri. A citação final poderia ser traduzida para qualquer coisa como "E a morte? A morte, como disse Saul Bellow, será uma grande chatice. Não é verdade. A morte será lindíssima. E, adiciono, rica de surpresas"

-pirata-vermelho- disse...

Qual elogio?

Presunção e água benta...

retretista confusa disse...

cagalhao?? alguém falou em cagalhao?? ahh, nao? pois...