11 dezembro 2007

(às vezes) Procura-se

Alegre, bom companheiro, fiel, que goste do seu corpo e disfrute da sua sexualidade, com sentido político da vida, criativo, que se emocione e fale sobre si, com um bom trabalho psicológico feito sobre si mesmo. Carinhoso, atencioso, brincalhão, mas também regulador, educador e cuidador dos filhos. Entusiasmado, responsável e dedicado mas não obcecado com o seu trabalho. Que assume a casa como sua, que lhe dedique um (bom) tempo diário, que divida as tarefas domésticas, que não seja necessário dizer-lhe tudo o que tem de fazer, que saiba como cuidar uma casa, que seja autónomo e não deixe acabar o papel higiénico. Que me ame, me adore, me ache linda e única, que goste de namorar comigo, de ouvir-me, de conversar comigo e de fazer surpresas.

Idade não interessa, profissão menos, sexo e orientação sexual indiferentes.

Respostas a esta caixa.

19 comentários:

d. inês sequiosa disse...

cara oito e coisa, ou muito me engano ou vosselência procura uma espécie em extinção.

nerd sem registo disse...

a cara oito e coisa é uma preguiçosa... só procura às vezes???

então é merecido o não encontrar

8 e coisa 9 e tal disse...

Eu parece-me mais que às vezes procuro uma espécie ainda não inventada, cara dona inês sequiosa, mas se deus quiser e eles também, há-de chegar o dia em que os homens se atreverão a construir masculinidades diferentes às que agora vestem. Ou se calhar já vai chegando, por isso é que só às vezes procuro, estimado nerd sem registo, há outros dias em que encontro.

JMP disse...

Para onde podem ser enviados os CV?

nerd sem registo (apetece-me, caso a fala-baixinho não tenha dado por isso) disse...

por acaso até sei onde se encontram esses espécimes... nas séries da TV, pena é só durarem 30 a 40 minutos...

e continuo na preguiça? com alguém assim, toma-o por certo e desleixa-se... não dou nem um mês para esse espécime ideal estar a postar convites de "procura-se" noutros blogs porque já não a atura.

no baile da d. ester disse...

um reparo: a orientação sexual não pode ser indiferente... se for um homem gay ou uma mulher hetero não te serve de muito.

idem disse...

serve.. nesse caso a oito adapta-se e passa a utilizar acessórios.

idem disse...

oopps.. passa, é como que diz, continua, ou lá o que for... ou.. sei lá... prontos...

8 e coisa 9 e tal disse...

ó dona ester, tudo é possível nesta vida, um homem gay pode-se apaixonar por uma mulher, uma mulher hetero também, un/a trans idem idem, as orientações sexuais às vezes só servem para enclausurar os corpos, libertemos o amor...

e quanto à parte do sexo, acho que era isso a que o nerd se referia, logo se vê.

Quanto ao CVs, é favor enviar ao email: oitoecoisa@gmail.com.

Pede-se que os/as candidatos/as revejam se cumprem os requisitos solicitados, caso contrário, seremos obrigadas a desclassificar a candidatura. Muito obrigada.

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
8 e coisa 9 e tal disse...

é bem capaz nerd, é bem capaz mas fale mais baixinho que me desincentiva os candidatos/as

dizia ela baixinho disse...

é o que eu estou sempre a dizer ao nerd: para falar mais baixinho.

boa sorte na tua 'quest', querida oito. mas estou com a Inês sequiosa, acho q procuras um espécime em extinção.

dorean paxorales disse...

ou mesmo extinta.

Anónimo disse...

rara, não extinta. tive um assim...

foi dançar a bossa nova disse...

Oito, estou com elas... acho, até, que esse ser nunca deve ter existido!

nerdie disse...

por acaso até existiu, mas teve o azar de responder a um desses anúncios...

depois de algum tempo...

"hmmm... és perfeito mas eu mudava umas coisinhas, importas-te, ´mor?", dizia ela fazendo boquinha de botão de rosa.

e lá as foi fazendo até que ficou igual aos outros.

JPN disse...

primeiro, ainda bem que fizeste este anúncio. se acreditasses em deus escreve-lo-ías a deus suponho. ou ao pai natal, se tivesses a imaginação de uma criança de dez anos.

tenho uma amiga que diz que se nós pedirmos a deus, deus nos dá. ela disse que me escreveu, antes de eu aparecer. não sei se é verdade. sei que é daquelas coisas que os homens e as mulheres gostam de ouvir. o mais importante, haja deus ou não para nos devolver os nossos sonhos, é escrevê-lo assim como tu fizeste. é bom que alguns homens passem por aqui e saibam que há mulheres que gostariam que eles fossem assim.

porque, e embora esteja num blogue de mulheres há um lado tendencioso de alguns comentários, a verdade é que eu penso que isto de nos (re)descobrirmos na aventura do género pode e deve ser coisa vivida a meias.

ou seja, haverá ainda poucos homens e mulheres assim, há alguma possibilidade que em conjunto as parelhas se construam neste ser assim. o que aumenta significativamente a esperança de vida da ideia de um género repartido a meias, entre mim, gajo, e ti, gaja.

quanto ao resto, sábias palavras: umas vezes procuramos, outras encontramos. eu costumo pensar que felizmente aquilo que encontro quase nunca é o que procuro.

é uma segunda forma de dizer a mesma coisa. nunca pensei que pudesse gostar tanto de um post!

dorean paxorales disse...

O meu "extinta" faz uso do lugar-comum que diz que as mulheres estão cada vez mais parecidas com os homens. Com óbvias vantagens para elas.

foi dançar a bossa nova disse...

Caro dorean, importa-se de me explicar melhor essa parecença e as suas vantagens?