17 março 2009

os bichos

Conhecemo-nos há tantos anos que lhes perdi a conta. Já fomos pequenos, já fomos adolescentes, já tivémos tudo à nossa frente e agora estamos aqui nesta terra de ninguém dos trinta. Éramos uns quantos e agora somos mais. Nós e as pessoas que trouxémos, namorados e maridos e mulheres e as crianças que foram aparecendo. Uns ganharam barriga, outros ganharam dinheiro, outros não ganharam nada.
Quase podemos acreditar que nada mudou, que foram apenas uns anos que entraram pela porta das traseiras sem que ninguém desse por eles. Mas é muito mais do que isso. Olho à volta e descubro que somos bichos, não rapazes e raparigas, não homens e mulheres, mas bichos à procura de sabe-se lá o quê. Bichos que embrulham a fome em empregos e carreiras, bichos que disfarçam o amor com silêncios compenetrados, bichos que fintam o medo um ar muito sério eu sou valente eu sou capaz, bichos que se desfazem ao primeiro sopro de verdade.

4 comentários:

sete e picos disse...

hoje percebi porque muitas vezes não comento postas que gosto muito: fico sem palavras. Como com esta posta.

nove e tal disse...

you give me a high five: já somos duas, querida sete e picos.

Manyfaces disse...

e vão três...
Acho que um dia destes se justificava uma antologia do oito e coisa. Circula tanta pérola por aqui...

não resistiu ao wiski disse...

E vão quatro.
Se soubessem a quantidede de vêzes que li esta posta.
E tinha uma vontade de a comentar...mas qualquer coisa que pudesse dizer me soava a ....nem sei.

Só posso dizer que- Esta bateu-me!

(obrigada sete e picos por quebrar o gelo)