19 março 2009

Vidas de cor

A azul não toca no marido há meses. Prefere tocar no roxo que a faz sentir viva outra vez.

O verde tem o acordo perfeito. Tornou-se marido e fez filhos mas não desistiu das noites épicas de copos e mulheres. Ela recebe-o a sorrir à mesa do pequeno-almoço.

A amarela vive na certeza de que vai ser abandonada outra vez. Não tem tempo para reparar como ele transborda de ternura quando a vê acordar.

O laranja diz que esqueceu tudo o que ficou para trás. Mas todos os dias refaz o muro de silêncio com que a lembra que nada poderá ser como foi.

O vermelho descobriu que a mulher de há quinze anos escrevia cartas cheias de promessas a outro homem. Engoliu em seco o amor que lhe tinha e pô-la fora de casa.

3 comentários:

dizia ela baixinho disse...

temos aqui um lindo arco-iris.

Manyfaces disse...

gostei muito do Amarelo.

Anónimo disse...

Eu cá sou pelo roxo.