02 março 2009

quem me dera que os dias não acabassem

Quem me dera que os dias não acabassem sem o lenço amarelo lá ao fundo, se calhar não é lenço amarelo mas uma toalha vermelha ao vento, quem me dera que os dias não acabassem sem um bolo de maçã a desfazer-se na minha boca, se calhar não é um bolo de maçã mas um chá verde muito quente, quem me dera que os dias não acabassem sem o teu peito encostado a mim, mas eles acabam e começam sem nada disso, nem lenços nem bandeiras nem bolos nem chás nem o teu peito onde eu me possa crucificar.

3 comentários:

Portaria ILEGAL disse...

Convido o autor deste blog assim como os seus leitores a verem o anúncio que coloquei no blog: http://portaria-59.blogspot.com/
que levanta sérias duvidas acerca do caso BPN.
Cumprimentos e obrigado

Anónimo disse...

Quem me dera... ler coisas destas todos os dias.

CCF disse...

Desejo que partilho :) Apenas substituindo o bolo de maçã...
Bonita é a maneira de dizer!
~CC~