06 outubro 2007

Passos em Volta



Numa altura em que me faltam as palavras não é má ideia recorrer a quem as usa com mestria e que tão bem conta histórias que,afinal, são nossas.
E porque o som é mau...

Quando o sol chegou
aos subúrbios da cidade
anunciando mais um dia
igual aos outros
ele acordou e pressentiu
que hoje o seu dia ía ser
diferente
sentiu nos lábios o sabor
dum sorriso
finalmente triunfante
escorregou da cama
e contemplou
o espelho sorridente.

Acabou-se a incerteza
dos seus passos em volta
dum sentido que ele nunca
encontrou
pela primeira vez
tinha o destino nas mãos
desta vez ele não duvidou.

Sentiu-se invadir
pela estranha lucidez
que o conduzia pelas calhas
do passado
serenamente descobriu
que afinal tudo tinha o seu
sentido
levou o olhar à janela
lá em baixo
a rua estava abandonada
levantou o fecho
e de repente
alcançou a liberdade.

Acabou-se a angústia
dos seus passos em volta
dum amor com que ele apenas
sonhou
pela primeira vez
tinha o futuro nas mãos
abriu a janela e voou.

Jorge Palma

3 comentários:

Ele disse...

A estrela do mar desmonta-me...

no baile da d. ester disse...

tira a mão do queixo, não penses mais nisso. o que lá foi já deu o que tinha a dar.

seteepicos disse...

aiiiiiiiiiiiiiii, suspiro...

parece que esta música foi escrita para o pedro alpiarça :(