31 outubro 2007

Revisitando Sartre

Ao fim de 15 dias na via sacra para deixar de fumar, lamento constatar que não se torna mais fácil com o passar do tempo. Hoje descobri o novo sentimento que me assombra - inveja. Uma inveja verde, enorme e repugnante de toda a gente que fuma à minha volta, seja num bar do bairro alto, sentados num sofá, a passar na rua ou mesmo no trânsito de Lisboa.

Se deixar de fumar tem qualquer coisa de religioso, temo bem estar a caminhar para o inferno.

5 comentários:

JPN disse...

pois amiga, isso é uma forma de tornar as coisas mais dificeis. eu não te falei nada, para não tornar tudo mais dificil, mas ontem quando estavamos naquele bar do bairro alto, e ao ver aquela gesnte a esfumaçar, e para falar com vocábulos religiosos, eu senti a graça, a benção e a bem aventurança de já não andar a brincar às chaminés com o meu corpo. bj

sem-se-ver disse...

deixe-se de sofrimento e recomece de uma vez...

sweety disse...

há três meses a percorrer esse bem dito caminho, só posso dizer que essa inveja - quando a vizinha do carro ao lado acende um cigarro no semáforo?!!! - se vai atenuando um pouco e me vou contentando em ser fumadora passiva.
como tudo na vida, a inveja, terá o seu tempo. agora o que está a apertar é mesmo a saudade:)
mas acaba por ser muito fácil porque é uma questão de querer. que é poder, já se sabe!
e além de dizer a toda a gente que deixei de fumar, até acho que a minha pele está melhor(invenção, claro!).
mas dizer isso também sei que provoca alguma inveja. é ela por ela. e eu saio a ganhar:) força!

8 e coisa 9 e tal disse...

pretendo chegar ao estado de fumadora não praticante. ou seja, continuando a gostar e a desejar, escolho não o fazer. com tanta metáfora religiosa qualquer dia dou por mim vestida de carmelita.

ai jpn, isto não é nada fácil. Mas és um excelente exemplo a seguir :)

sete e picos disse...

devias ficar muito bem de carmelita :) mas vai ver que nem vais chegar aí.. Boa vida sem fumo, qualquer dia sio o teu exemplo, eu é que tenho inveja de quem não fuma.. (mas é da boa!)