07 abril 2008

Da importância do minete

Queridos amigos, queridas amigas, aproveito enquanto espero que o esparguete coza para falar-vos de um assunto fundamental: o minete, também chamado de uma forma ternurenta, mimi.
Sabemos que muitos e muitas de vocês já têm bem claro qual a sua importância no prazer sexual feminino, mas nunca está demais recordá-lo, há por aí muito homem que ainda pensa que o minete é apenas uma concessão que se faz à mulher para depois poder atingir o momento alto da festa, a penetração. Ou os que pensam que é um acto dos preliminares e não um fim em si mesmo. Ou pior ainda, existe, custa a acreditar mas é verdade, quem o ignore no acto sexual.
Por isso minhas amigas e meus amigos, abram bem os vossos olhos e a vossa mente para o seguinte: o homem que não sabe que o minete é um meio fundamental para o prazer da mulher, que desconhece ou que não explora as suas múltiplas técnicas, ou que não pede ajuda à mulher para que esta lhe diga como gosta mais que o faça, está condenado à lista negra dos maus amantes e olhem que uma vez entrado nesta lista é muito difícil sair.
É um facto sabido e comprovado tanto pela ciência como pela experiência feminina que as mulheres atingem muito mais facilmente o orgasmo pela estimulação do clitóris que pela penetração. Esta dá prazer, é verdade, mas nada que se compare a um bom minete.
Dêem à língua queridos homens, e vosso será o reino dos orgasmos femininos.

10 comentários:

JPN disse...

Nem mais. Lembro-me que há umas semanas atrás andei com uma arreliadora afta bem na ponta da língua e que só olhava para ela , tristinho, a pensar, prá semana vingo-me!

Jonas disse...

Aqui está informação para anotar na Moleskine, rapaziada.

8 e coisa 9 e tal disse...

Ora aí está jpn e jonas, é assim mesmo...da lista negra parece que já se safaram!

Mas eu esqueci-me de dizer uma coisa muito importante, as mulheres também temos que dizer aos homens o que fazer e como o fazer que isto do sexo é sempre a dois (ou mais)

sem-se-ver disse...

posso ser politicamente muito incorrecta?

essa questão nunca se põe no sexo entre mulheres... (o que não quer dizer que todas o saibam fazer. jeitinho e talento e atenção ao corpo da outra nem todas o sabem cultivar)

e fui, envergonhadissima pela minha sem-vergonhice.

zamotanaiv disse...

Não desfazendo. Ele há também, a lista negra das amantes que não sabem fazer um broche, tambem chamado de forma ternurenta, bóbó.

Talvez isto fosse melhor dito num outro blogue que se poderia chamar quatro ou nove..

8 e coisa 9 e tal disse...

sem se ver, não tem nada que ficar envergonhada, muito pertinente a sua achega.

zamotanaiv, tem toda a razão, um broche, ou bóbó, é fundamental também para o prazer masculino, segundo dizem, e é toda uma arte. talvez um dia me saia uma posta sobre o assunto, talvez quando tiver à espera do assado no forno.

Lembro-me quando era jovem (ainda os animais falavam) de um amigo gay me ensinar a mim e às suas primas algumas das técnicas fundamentais para evitar a nossa entrada na lista negra, cruzes canhoto, foi uma grande ajuda!

Mas o mais importante, tanto de um lado como do outro, é falar, ensaiar e pedir/dar orientação pois bruxos há poucos/as e se conhecemos o nosso corpo é mais fácil que o outro ou outra saiba como fazer. Não há que ter vergonha, para além da linguagem corporal a linguagem verbal é também fundamental na sexualidade.

manyfaces disse...

Há que reconhecê-lo com frontalidade. Vivo angustiado por nenhuma das minhas amantes passadas e presentes gostar dessa arte. Sou um subaproveitado da vida. Algumas lá me fizeram o jeito, mas sem verdadeira paixão pela coisa... Não vou descurar mais esse assunto. À minha próxima amante perguntarei antes de mais "Se me permites e por ser deveras imporante te pergunto para que conste: Aprecias tu o minete"?
Desaproveitado da vida, é o que eu sou...

JPN disse...

é claro que também não é desprezível o ponto de vista de que não há maus amantes, há apenas maus amores.

:)

mas treinem o linguarejar, moços da minha terra...que as nossas - ou as dos outros, o que é que isso interessa para o caso?! - mulheres estão mais elas, mais cheias de si, da sua sexualidade, da sua hora.

zamotanaiv disse...

A dar à lingua e à beiça é que a gente se entende!

Anónimo disse...

Um minete pode causar aftas?