30 abril 2008

Não sei o que pensar sobre mim

Num momento de inspiração, disse à coordenadora do projecto em que trabalho que devíamos rever o orçamento, pois acho que estou a receber demasiado dinheiro.
Talvez um néon na testa a dizer Otária me ficasse a matar.

3 comentários:

foi dançar a bossa nova disse...

Pensa bem...

sete e picos disse...

Minha nossa senhora dos Otários te ajude minha boa amiga que acha que a precariedade é um destino terreno para conquistar o céu e que não ganhar 850 euros é uma heresia ou pior, desonesto!!

Estamos tão habituados a ganhar pouco que ganhar um minimo razoável que nem chega a 1200 érios parece um abuso.

Dai-nos paciencia senhora, que ela é boa gente, só um petit peu totó às vezes...

Sara Schuh Reis disse...

Anda uma pessoa na escola a aprender sobre a precariadade, nos media a maldizer o governo pelo desemprego e falta de condições económicas para viver em Portugal, no Primeiro de Maio a festejar e gritar, euforicamente, a vontade de receber um terço do salário do Sócrates - com a mesma habilitação literária, já agora -, para depois haver quem ache que ser precário é que está na moda?! Ai, ai, ai. Esta "juventude" está perdida.

(: