22 janeiro 2007

Espelho meu

imagem aqui

Hoje acordei assim (oops, isto tem copyright). Delico-doce, sei lá, leve que nem um pequeno pássaro. Por isso, apetecia-me mudar o template desta chafarica, talvez pintá-lo de rosa e enfeitá-lo de imagens, muitas imagens bonitas, acompanhadas de muitas palavras bonitas, tão cheias de tantos sentidos, que na maior parte dos casos só eu compreenderia o que lá estaria escrito. Bom, vou ensaiar um texto bonito:

...a distância que vai de ti para mim é um sopro de vento que murmura tempos de eu e tu, de mim-tu, eu-te-ti-tigo, memórias do trigo. Alheada em mim, submersa nas memórias desse vento que, rasando rente ao meu rosto, quem o semeia depois colhe tempestades...

(Perceberam? Se calhar não. Mas acho que me saí até bastante bem, tirando aquele final um bocado desconchavado...).

Depois vou postar uma imagem bem bonita. Então, ficarei à espera que se encha a caixa de comentários bonitos e agradáveis a enaltecer a qualidade da minha chafarica, do meu texto (que é só meu e que só eu percebo), das minhas imagens. E assim o meu ego ficará grande, tão grande, que poderei levantar vôo como aquele pequeno pássaro que hoje me sinto.

4 comentários:

sete e picos disse...

ó oito, será que os relambórios te andam a fazer mal á mona? :) mentira, levanta voo, como a gaivota que é livre de voar, como a papoila que crescia crecia, grito vermelho num campo qualquer, como ela somos livres, somos livres de crescer... ai que isto pega-se credo, vou já voltar para a tese e por mim se quiseres por a chafarica em cor de rosa, tens a minha benção que eu adoro o cor de rosa, principalmente se for rosa choque e psicadélico.

8 e coisa 9 e tal disse...

é, deve ser dos relambórios, é uma provável explicação, sete...

e...

... papoila essa flor vermelha, cor-paixão, cor-lábios meus, cor-beijos teus-meus, entre sussurros e gemidos que caem na penumbra das tardes que são só nossas (pena fenecer mal a colhemos, 'tadinha... a papoula, pois está claro! é tão frágil, chuinfff, mas bem bonita, oh se é!).

deixas-me pintar a chafarica, deixas?! eu é mais verde-alface, gosto da cor faz-me lembrar as algas e o mar em certos dias, mas isso é toda uma outra história.

vai lá p a tese q eu volto ao relambório.

beijos!

Ruiva disse...

Eu gostei da foto!E do texto tem que se lhe diga... Mas bom... Voa, voa como a gaivota...
rosa choque v verde alface... Fruta-cores ñ me parece mal...

Malditas teses... grh!!!!!!!!
Quando puder morder a minha já feita serei a mulher mais feliz do mundo, ou quase... que isto de isatisfações eternas já se sabe...

Miss K. disse...

The text? Me like it! Very, very much... Not complicated at all.