15 janeiro 2007

Falta de humor no feminino

Fui ao womenageatrois e descobri este 'elucidativo' texto sobre a falta de humor no feminino. Citando o autor, women have no corresponding need to appeal to men in this way. They already appeal to men, if you catch my drift. E eu que pensava que os artistas eram todos portugueses (if you catch my drift)...

17 comentários:

manyfaces disse...

Os homens têm um problema difícil de ultrapassar:
Transportamos connosco estes milhões e milhões de espermatozoides determinados que têm ligação directa ao cérebro e nos fazem fazer figuras tristes. Porque eles têm uma agenda muito deles... E quantos mais distribuimos mais produzimos... Uma coisa diabólica. Aliás acho que deveriamos valer mais vezes este argumento quando ficamos em apuros. "Isto de andar sempre a pensar em Mulheres é cansativo. E depois chegas a casa e tens de mentir miseravelmente. Que não olhas para as outras, que não te pelas por um sorriso, que não ofereces no Natal o Tablerone extra-size à secretária por ela ter uns seios divinais que deviam era estar num altar. Só mentiras, pá... Estou farto disto, farto disto...."
E não estou aqui a defender este discurso do espermatozoide tirano para defender infidelidades... Nem pensar. Os que mais sofrem com isto são os fieis. Que se portam bem, gostam barbaramente das suas legítimas, têm lá em casa tudo o que manda a lei dos conjuges. Esses o que gostariam mesmo, mas mesmo, era de não mentir, era de fugir a este pesadelo.
Não há nenhum remédio para isto? Talvez se eu produzir metade dos espermatozoides só pense metade do tempo em Mulheres. Isso era óptimo. O que eu não faria com esse tempo todo, que obras magníficas os Homens não produziriam nesta terra quando se livrassem desta tirania do espermatozoide.

FuckItAll disse...

Oh, os artistas estão em todo o lado.

Ruiva disse...

E eu que estava convencida, mesmo convencida pá, que isto do humor é só uma forma de aliviar o stresse e as amarguras da vida!...

O que uma gaja aprende, mesmo sem humor próprio!...

Anónimo disse...

Good grief! Is there anything less funny than hearing a woman relate a dream she's just had? - in http://www.vanityfair.com/culture/features/2007/01/hitchens200701?currentPage=3

O artigo é desconchavado mas pelo menos bateu certo uma vez.

no baile da d. ester disse...

pois e a está-me cá a parecer que os gajos que escrevem estes artigos conhecem umas mulheres muito chatas. Se lhes desse um ou outro número de telefone mudavam de ideias num instante. Mas n sei pq tenho o feeling de que os senhores apreciam o status quo que aqui defendem.

Os artigos apesar de alguma graça são de uma superficialidade total. Dizer que os homens têm mais graça que as mulheres porque têm de nos conquistar e nós apenas de nos deixarmos seduzir parece-me teoria de homens das cavernas. Mais, que uma mulher não se possa rir ou inventar piadas porque se está a preparar para a maternidade parece-me de facto uma teoria comparável à lógica do geocentrismo. Se assim fosse, antes da menarca e depois da menopausa era ver-nos a fazer rir às bandeiras despregadas, ao contrário dos anos cinzentos da fertilidade.

sete e picos disse...

ó many faces, desculpe a franqueza, mas essa sua teoria sobre a ligação directa entre o numero de espermetazoides e o pensar em mulheres não tá com nada... Então e os homens homosexuais? produzem igualmente espermatozóides mas não pensam em mulheres. E os homens que têm mais que fazer do que passar a vida a pensar em mulheres, será que não produzem espermatozóides? E os homens fiéis, serão estéreis?

Quanto ao artigo também me pareceu demasiado superficial, e concordo coma dona ester, acho que o tipo conhece poucas mulheres, deviamos convidá-lo a vir dar umas voltinhas aqui por estes lados.

Contudo, é verdade que o humor se associa mais ao homem do que à mulher, ma aí também há questões culturais que têm que ser consideradas. O homem está tradicionalmente mais habituado á comunicação publica, a fazer -se ouvir, e o humor é também uma forma de expressão no público, por isso talvez são poucas as mulheres que contam anedotas em publico ou que se dedicam ao humor profissionalmente, ou mesmo que o exercitam na vida social corrente, em geral ficam mais na posição de espectadoras, a não ser que estejam entre amigas ou sejam já de si desinibidas. Mas verdade seja dita, conheço bastantes mulheres que estão neste último grupo.

Se as mulheres estão tradicionalmente associadas à compustura, á beleza, etc, etc, é mais difícil que sejam associadas com o humor, que é precisamente o contário disso, o lado palhaço, o lado da irreverência.

Uma coisa ele disse certa, O humor é realçado nos homens como sendo uma qualidade fundamental para um parceiro e bastante valorizada pelas mulheres, enquanto que, pelo menos da minha experiência, ainda não ouvi nenhum dos meus amigos homens ressaltar o humor como uma das qualidades necessarias da sua mulher ideal (falo só dos hetero, os gays é para outra análise)

Além disso, o humor vai muito mais além do contar anedotas, coisa que por vezes se esqueçe, ou de fazer rir uma plateia, está também na capacidade de rir de si mesmo/a, de fazer piadas com coisas simples etc. e nisso as mulheres levam vantagem.

manyfaces disse...

"Então e os homens homosexuais? produzem igualmente espermatozóides mas não pensam em mulheres. E os homens que têm mais que fazer do que passar a vida a pensar em mulheres, será que não produzem espermatozóides? E os homens fiéis, serão estéreis?"

os homosexuais imagino que tenham o mesmo problema, mas com homens. Afinal os espermatozoides são cegos (e neste caso ainda bem para eles porque a natureza não os preparou para certas coisas...). "os homens que têm mais que fazer" mentem, mentem, mentem.
Quanto aos homens fieis: pois é sobre eles que eu falo!! Sofrem barbaridades...

sete e picos disse...

ainda que mal lhe pergunte, isso não será essencializar demasiado o sexo? Com tanta coisa gira para fazer!!!

manyfaces disse...

Não se trata (só) de sexo... Ser obcecado por Mulheres é ser obcecado pela vida, pelo ventre, pelo colo, pelo calor. Com as Mulheres é possível construir coisas a partir do nada (e isso coloca-as quase no Olimpo). "No sorriso louco das Mães" está o segredo do Universo (e eu já vi esse sorriso). No sorriso das Amantes há uma casa (e no fim do dia é para lá que eu quero ir).

no baile da d. ester disse...

buuuuuuuuuuuuuu. Isso é treta para a menina que queres fazer corar na esplanada, ó manyfaces. Homens que querem amantes-mães casa lar doce lar, mulheres que querem homens-caçadores viris protectores do lar doce lar. E eu a achar que eras mais evoluido que isso, tsc tsc tsc.

sete e picos disse...

você acha manyfaces? ainda com uma era capaz de ter sorte agora com As MUlheres todas em cima deve ser dificil construir alguma coisa.

Ou talves você seja daqueles que gosta de todas para não ter que se ligar a nenhuma, mas enfim, esse discurso da mulher deusa, do sorriso das amantes.... ai meus, que lá está outra vez o meu figado a alborotar-se outra vez, cença sim? vou outra vez ao canto gregoriano e já cá passo....uuuuu

Anónimo disse...

para o manyfaces... (ainda bem que) não aprendeste nada.

manyfaces disse...

"esse discurso da mulher deusa, do sorriso das amantes...."

É cafona? Ups... Se calhar o herberto helder passou de moda e eu nem tinha percebido...

"E eu a achar que eras mais evoluido que isso, tsc tsc tsc."

Então e qual é a tendência evolutiva que está em cima por estas bandas?

"Ou talves você seja daqueles que gosta de todas para não ter que se ligar a nenhuma"

Antes fosse, antes fosse. Invejo essas existências mais "light"... Digamos que o meu ADN deve ter qualquer coisa de papagaio. If you know what I mean...

no baile da d. ester disse...

caro manyfaces, só porque estava a citar/adaptar o insular helder eu tenho que me vergar perante tão grande sumidade nacional e quiçá internacional da sabedoria sobre as relações e as mulheres? não creio. Cafona é adjectivo que não me cai bem, experimente outro.

Não sou menina de corar com citações, a tendência evolutiva apreciada por esta banda (apenas da minha posso falar) é a da eliminação de estereotipos e da citação compulsiva para evitar expôr ideias próprias por medo de tropeçar.

Não creio que tropece manyfaces; se não achasse que era um interlocutor à altura não lhe dava importância e dizia o buuuu de mim para mim, passando à frente. Quando achar que está a patinar, como foi o caso, manifesto-me. Sem necessidade a recorrer a insultos mais ou menos suaves - outra tendência evolutiva bastante apreciada, já que perguntou.

manyfaces disse...

É pá, o que prái vai. Com "É cafona?" eu perguntava se a minha frase era cafona, não perguntava insinuadamente se a sete e picos é cafona. Se cafona fosse adjectivo que eu achasse que lhe cai particularmente bem este blog não estaria por certo entre os que mais comento. Eu faço parte daquela intrigante tribo que actualiza o seu próprio blog 1 vez por mês (ou menos) mas comenta 20 blogs por dia. Deve ser um problema que eu tenho, mas parece-me bem que tenho de viver com ele. Quando sou mal interpretado e recebo posts destes (é raro) acho sempre que tenho de mudar de vida, mas amanhã já devo estar de volta e em forma para mais umas dezenas de comentários. Afinal se não fossem tipos como eu a prestar este serviço público haveria por aí tanto blog com ego murcho e a morrer de solidão.
Já foi por aí demonstrado que o tempo de vida dos blogs tem correlação directa com o número de visitas e comentários.
Por acaso uma bela ideia de negócio seria uma empresa de respostas inteligentes a blogs, que ajudasse a manter os blogs mais tempo, por alimentar o ego dos bloggers. Empresas como a blogger.com iam achar interessante para diminuir a taxa de morte de blogs:
"The_ego_feeder", we take care of the ego behind the blog.

no baile da d. ester disse...

Olhe que essa ideia de negócio não era nada mal pensada, ainda ficava rico à conta disso. Eu é que seria uma péssima assalariada para esse projecto, leio poucos blogs e comento ainda menos.

Mas olhe que alimentar egos é passatempo perigosissimo, com o problema galopante de obesidade que anda por aí... Nada de abusar de gorduras nem açúcares, de que serve ter um ego inchado se dá a alma ao criador por excesso de sebo nas principais artérias pulmonares?

Usuale disse...

Oi! Tem um site muito bacana que possui mais de 50.000 acessos ao dia e fazem parceria com blogs/sites, vale a pena! Eu já fiz o meu!Só lembrando que como se trata de uma parceria você tem que colocar o selo deles também no seu blog/site, que você pode pegá lo no mesmo link abaixo!Senão você não receberá acessos!

Aí vai o link: http://www.guiademulher.com.br/enviar_blog.php

Um abraço!