29 setembro 2007

Coisas de óptica

Depois de muito pensar e desejar, há uma semana mudei-me com a família para tentarmos melhor sorte no trabalho, no estudo e na vida. Lisboa ficou para trás e viemos para uma nova cidade, Barcelona. Só tinha estado cá um dia há muitos anos atrás, quando os meus estudantes da altura me convenceram a acompanhá-los a uma viagem de finalistas. Nessa altura tive a sensação de que era uma cidade em que um dia gostaria de viver. Hoje pergunto-me que raio me terá levado a pensar e a convencer-me disso. Por agora, os meus olhos vêm o brilho que Barcelona não tem comparativamente com Lisboa e vêm a falta do encanto que Bogotá e a Colômbia tinham. Por agora, só vejo uma cidade cheia de turistas que pululam sozinhos, aos pares ou aos montes por toda a cidade. Vejo pessoas daqui que fazem as suas vidas, de uma forma mais ruidosa que nós mas menos alegre que na Colômbia, e que hesitam entre a receptividade aos que não são daqui e a desconfiança e certeza de que o multiculturalismo e a emigração estão a ameaçar as suas vidas e a sua tão valorada identidade cultural. E vou-me encontrando com pessoas que me fazem sentir em casa, dispostas a dar uma ajuda, atenção, um sorriso, um desconto no balão comprado no parque ao conterrâneo que já cá está há 13 anos. Em geral, essas pessoas são brasileiras, portuguesas, galegas ou colombianas.
Acho que tenho de mudar a graduação destes óculos para ver se corrijo a miopia...

4 comentários:

JPN disse...

um grande, grande abraço para vocês.

dizia ela baixinho disse...

un besito para vosotros. de quem tem muitas saudades da múltipla das causas múltiplas.

foi dançar a bossa nova disse...

Vai lá mudar depressa essa graduação! Eu, por cá, vou fazer o mesmo! ;-) bjs

a d. inês sequiosa disse...

Alguém sabe onde se podem encontrar lentes de contacto para a vida?