17 setembro 2007

Terrorismo

"Novo vídeo da Al-Qaida apela para «extermínio colectivo» no Ocidente
2007-09-17, 11h16
Dubai, 17 Set (Lusa) - Um "site" islâmico radical divulgou hoje um vídeo atribuído à Al-Qaida que apela para acções de "extermínio colectivo" destinadas a aterrorizar o Ocidente.
"É preciso elevar o terrorismo islâmico nos países do Ocidente e transformá-lo num fenómeno semelhante ao das catástrofes naturais", afirma uma voz, anónima, no vídeo divulgado no 'site' ekhlaas, que anunciava desde 12 de Setembro a divulgação de mais um vídeo - o terceiro - a propósito do sexto aniversário dos atentados de 11 de Setembro nos Estados Unidos.
"Assim, devem perpetrar-se actos de extermínio colectivo (no Ocidente), para que as pessoas sintam que o seu bem-estar também lhes traz a morte (...) e para criar, dessa forma, um equilíbrio dissuasor entre nós e eles", prossegue.
Intitulado "A conquista de Nova Iorque e de Washington: razões e motivações", o vídeo termina com a assinatura "Al-Tanzim", nome supostamente derivado do nome da organização terrorista em árabe: "Tanzim al-Qaida".
O vídeo apresenta uma "colagem" de imagens das torres gémeas do World Trade center em chamas, após os atentados, e de campos de treino.
Além da mensagem referida, o vídeo incluiu excertos de anteriores mensagens do líder da rede, Usama bin Laden, e do seu "número dois", o médico egípcio Ayman al-Zawahiri.
MDR.
Fonte: Agência LUSA"

4 comentários:

nerd disse...

Derreteu tanto gelo no
Árctico este Verão como nos
últimos dez anos, de acordo
com dados da ESA.

terrorismo? ahhh...

sete e picos disse...

é estranho que é sempre próximo dos 11 de setembro de cada ano que se volta a ouvir falar do Bin Laden. Instaura-se o medo, para depois poder justificar a guerra e a compra de armas, tudo em nome da nossa protecção que se faz à conta do ataque à protecção de outros. Tenham medo, muito medo, para que fiquemos bem frégeis, bem carneirinhos e aclamemos quem nos vem salvar, forte e audaz.

foi dançar a bossa nova disse...

Não tenho grandes teorias sobre o 11 de setembro ou sobre a conspiração americana que daí adveio, do mercado das armas ou do grande negócio que é a guerra.

Mas duma coisa tenho a certeza: prefiro que nos venham salvar, fortes e audazes, do que nos deixem às mãos daquels tipos simpáticos, com uns hábitos que achamos bárbaros mas-que-não-condenamos-à-luz-do-multiculturalismo-e-do-respeito-à diferença (embora-nunca-nos- devamos-esquecer-dos-direitos humanos-e-dos-direitos-das mulheres- como se fossem duas coisas separadas...)

É que esses simpáticos rapazes, não acham que nós somos também simpáticos...

foi dançar a bossa nova disse...

correcção: que nós também somos simpáticos