06 setembro 2007

Fatalidade faducha sobre o destino da Nação

"Pátria
Até onde estamos dispostos a ir como Nação em relação a esta tendência de calçar chinelos em todo o lado? " In Voz do Deserto


Se a Nação só quer mesmo ir à praia ou andar por casa, é trágico. Se a Nação crê mesmo que pode ir a mais algum lado de chinelas, mais trágico é.

11 comentários:

dorean paxorales disse...

"Em chinelo aberto não há escorpião que nos surpreenda"

Antigo provérbio australiano

no baile da d. ester disse...

chinelos não. Já sandálias...

dizia ela baixinho disse...

um dia trabalhei numa empresa muito grande. tinha uma chefe muito cabra. até aqui nada de novo.

um dia em que fazia muito calor e em que me apetecia ir com um casual look, calcei uns chinelos azuis lindos, a condizer com o resto do outfit.

a cabra da chefe - então, já vi que veio com uns chinelos todos azuis da cor do céu. já lhe cheira a férias, é?

eu - desculpe! mas estes chinelos não são uns chinelos quaisquer. estes chinelos são da Yves Saint Laurent! Quer ver a marca (disse eu a fazer tenções de por o pé em cima da secretária dela)?

a cabra da chefe - Não, não deixe estar, então está muito bem. são mesmo giros. foram caros?

eu - naaaa... foram comprados nuns saldos, um verdadeiro achado. já só havia este par. são giros não são?

à tarde correu a notícia na 'repartição' que eu calçava uns chinelos YSL. e eu sempre a dizer q sim. e a rir por dentro pq na realidade os tinha comprado numa qualquer loja chinesa por 2 euros (no máximo).

moral da história: os chinelos estão na cabeça de quem os usa e não necessariamente de quem os calça.

Ruiva disse...

Dizia ela baixinho, não podia estar mais de acordo contigo! eheheh

E agora os chinelos raramente se chamam chinelos... já nem as socas!...

8 e coisa 9 e tal disse...

A moral da história é que voltamos ao problem das cabras chefes, 99% das vezes deslumbrada pelo dinheiro, pelas marcas e pelo raciocionio do "se é de marca, é caro, se é caro, pode-se usar!!" Parece a rábula do gato fedorento do "é ilegal, mas pode-se fazer"....
E há uma razão para já não serem chamadas assim: era rasca, era pobrete, era para ir à praia ou, na pior das hipóteses, para andar na rua porque não havia dinheiro para mais. Hoje, chama-se a tudo de "havaianas" porque foi/é chique ir passar férias às praias do Brasil e vir de lá com a moda nova.

Acho muito bem que todos tenhamos as nossas chinelocas (que, quando juntas em mais de 2 ou 3 pares têm tendência a fazer um flip flop marcado, à laia de marcha marcial). Mau é que se tenha generalizado a ideia que a chinela é usável em todo o lado.

Agora, o que verdadeiramente nunca percebi é porque se chamam havaianas e não brasileiras....

no baile da d. ester disse...

porque no brasil as chamam de havaianas e nós somos macaquinhos de imitação.

sete e picos disse...

escapou-me aqui qualquer coisa neste post e nos coment'arios, mas isto deve ser da pressao que o mercado imobilizario catalao est'a a exercer sobre mim: 'o oito, porque 'e que achas mal que se tenha generalizado e normalizado o uso da sand'alia? nao ser'a que quanto mais a gente se deixar de merdas em relacao "a prisao da roupa e nos preocuparmos mais com o que somos por dentro e o que fazemos melhor ser'a?

Eu disse...

e o que fazer/dizer da nação desempregada (ou simplesmente de férias na urbe) que - sem qualquer voto ou influência em matérias metereológicas -, decide calçar o (belo do) chinelo a partir dos 30º??!...

8 e coisa 9 e tal disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
8 e coisa 9 e tal disse...

Acho muito bem que a preocupação maior seja o que somos por dentro e que fazemos de bom e de mau.
Só não percebo a relação directa entre sermos pessoas melhores, empregados ou desempregados, e andar a chinelar (não "sandaliar") por todo o lado!!!

sete e picos disse...

exatamente, nao deveria haver nenhuma relacao directa ou indirecta entre as nossas qualidades pessoais e/ou profissionais e o tipo de sapatos que levamos nos p'es, da'i a minha confusao. Sendo assim viva os chinelos, as sand'alias, os saltos altos e at'e os mocassins(os sapatos que eu mais odeio!)