01 setembro 2007

O defeito

A Júlia inventou o Artur. O Artur é o homem perfeito, ela já lhe fez a história de vida antes e depois de a conhecer. É divorciado, tem três filhos, é arquitecto. Os filhos são amorosos e dão-se muito bem com ela. O Artur tem imensas qualidades - é generoso, companheiro, amigo, bom ouvinte, bom pai, sensível, diz a coisa certa na altura certa, tem um sentido de humor genial, adora rir, sabe quando deve calar-se, gosta de coisas bonitas, é um amante dedicado e criativo e doce e gentil, adora andar descalço na praia. O Artur dá os melhores abraços do mundo. O Artur não gosta de futebol. O Artur é um excelente cozinheiro. Ele respeita quando ela gosta de estar sozinha. O Artur tem uma voz...

Só há um pequeno problema: não conseguiu decidir quais são os defeitos dele. Ainda não chegou a um consenso sobre quais os defeitos com os quais ela conseguiria viver feliz para sempre.

13 comentários:

[A] disse...

pois...mas tantas qualidades deixam pouco lugar para os defeitos.Suponho que tal gentleman não palite os dentes, não coce as campainhas...Mas imagina que tem problemas gastrointestinais crónicos?

Anónimo disse...

Gostava muito de ajudar nos defeitos... sei lá, pode ser teimoso ? pode ser daquelas pessoas que querem fazer tudo e não deixam os outros fazer nada com medo que fique mal feito, não por achar que faz melhor, mas por ter de ser ele a fazer... não é um defeito muito mau, pois não ?

Pode ser um bocadinho preguiçoso... ah já sei, gosta muito de comer e ás vezes não tem limites, come demasiado até ficar mal disposto e depois ri-se ....assim o Artur fica mais real, eu gosto destes defeitos, são meus, dou-me bem com eles, e acho bonitos, os meus defeitos não são maus.... Ah! Ele bem que podia ser chefe de cozinha, ou então dentista que ganham muito dinheiro, e assim já podia ter mais um defeito, não se importar com o dinheiro que a Julia lhe gastava. Por mim ele assim ficava optimo...

Ruiva disse...

Desculpem lá! Mas se o Artur é assim tão bom, mas bom mesmo (imagino até que ele é culto, inteligente, com sensibilidade paritária, com sentido de humor, moreno com olhos verdes, 1,85m, e no máximo com 80 kg de peso e uns bicepes à maneira - sem exageros, ok?!?), porque raio é que a ex-mulher o deixou?!?

Expliquem-me esta dúvida existêncial pf...

nove e tal disse...

pq o artur não tinha defeitos e é muito difícil conviver com a perfeição. por isso, a júlia pisgou-se e foi ser feliz com alguém imperfeito como ela.

8 e coisa 9 e tal disse...

Foi ele que a deixou. Ela não era a Júlia, que é claramente a mulher perfeita para o Artur.

nove, a júlia não se separou do artur. Não há pessoas perfeitas, toda a gente tem defeitos. Quais serão os do Artur? Quais seriam as tuas escolhas - com que defeitos serias capaz de viver?

nove e tal disse...

pois, estava a ficcionar a tua história, oito. mas tb não estava lá escrito q o artur tinha deixado a mulher.

há pessoas perfeitas, há. eu conheci uma e conseguia conviver com todos os defeitos dela. por isso deixaram de ser defeitos, para passarem a ser características de personalidade. eram estas:

- o silêncio prolongado;
- as emoções/sentimentos (quase) nunca verbalizados;
- o isolamento a raiar a misantropia;
- a mania de discordar de mim;
- ser do benfica.

quanto aos defeitos do artur:

- se andava descalço na praia é pq tinha pé de atleta e precisava da água do mar p lhe curar o bicho. logo, cheirava mal dos pés.
- tb devia ter mau hálito, pq normalmente a característica referida acima relaciona-se com a de baixo.
- o artur era do benfica, muito embora não gostasse de futebol (ou pelo menos gostava de fazer este statement).
- o artur gostava de música brasileira lamechas e não lia um único livro. só via comédias românticas na televisão (donde, não percebia nada de cinema) e era um delicodoce insuportável.

este é o meu artur-com-defeitos.
e o teu?

8 e coisa 9 e tal disse...

Tenho andado a pensar muito sobre os defeitos que suportaria, se os pudesse escolher. Pensei quais os que provocariam discussões menos graves. Não chego a nenhuma conclusão definitiva - apenas que o meu Artur (ou João ou Manuel, não gosto muito do nome Artur) tendo sentido de humor seria capaz de reconhecer e de se rir dos próprios defeitos.

Júlia disse...

Eu sou a Júlia. E garanto-vos que o Artur existe, ou pelo menos eu assim quero acreditar, perfeito. Para me ajudar a encontrar um defeito para o Artur, fui ao dicionário procurar a verdadeira definição da palavra, aqui está: imperfeito; vício; deformidade; balda; falha; mancha; embaraço; estorvo. E agora? Quem quer estar com alguém que tenha algo que se assemelhe a alguma destas definições? Só se amar muito alguém e todos os defeitos (sim, porque ninguém tem apenas um) acabarem por passar despercebidos! Se calhar o problema não é o defeito, mas sim o amor!

8 e coisa 9 e tal disse...

um Artur com vícios não me parece mal; deformado é que já seria demais.

Ser desarrumado e um bocadinho preguiçoso acho que podias aguentar, que te parece?

Anónimo disse...

Delicodoce é que não, o Artur não é nenhum banana-tótó...

Olha em resposta ao dicionario, tenho as seguintes sugestões:

Imperfeito: com os defeitos aqui propostos, já o é.

Vicio: super viciado em jogar Golf, é absolutamente incrivel.

Deformidade: pode ter só uma campainha.

Balda: é um baldas nas arrumações em casa.

Falha: tem uma pequena falha no dente canino direito.

Mancha: tem uma mancha nas costas, que é de nascença, todos os familiares dele têm.

Embaraço: fica embaraçado quando falam muito dele, coitado, por esta altura... deve estar...bastante.

Estorvo: é um estorvo nas arrumações, é impossivel fazer limpezas com ele em casa, anda por todo o lado.


Parece-vos bem ??

Júlia disse...

Desarrumado talvez, mas preguiçoso... só se fosse só um bocadinho. Mas assim deixaria de ser um defeito e passaria a ser "maneira de ser".
Os defeitos, tal como os entendo são desmesurados, desmedidos.
É-me dificil imaginar a viver com alguém a quem tenho de insistir com frequência para arrumar as coisas, ou acabar como algumas mulheres (que todos sabemos que existem) que começam o dia a apanhar as meias que o seu Artur deixou largadas no chão na noite anterior. Ou a desesperar porque me apetece muito ir com o meu Artur beber uma imperial à beira mar, mas por preguiça ele prefere ficar em casa.

Anónimo disse...

Pois, minha querida, o defeito é assim mesmo, é feio e mau...

Há uns melhores e outros piores...

Para tornar o artur mais real, vai ter de haver defeitos, e sempre é preferivel andar atrás dele a apanhar as meias, do que conviver com um artur Hipocrita, Cinico, Invejoso, com mania de grandezas, a achar-se mais sabichão do que todos, Machista, etc etc... até porque acho que existem defeitos que se podem melhorar, e a preguiça e desarrumação são defeitos que com muito amor (esse grande defeito), inteligência e paciência uma mulher pode ensinar isso a um homem... Ainda mais ao Artur, que é um querido...

Julia, minha querida, e já pensaste se o Artur gosta dos teus defeitos ??? Será que lhe davas a chance, a oportunidade de ele poder melhorar o teu lado lunar ????

Anónimo disse...

E não será que o Artur é um maricas disfarçado... isto é... um bissexual que curte o outro lado escondido da júlia... (um antigo namorado da minha ex-mulher era assim... bissexual e a deixava absolutamente deprimida com as histórias dele por aí quando não estava com ela)
Saudações...