13 fevereiro 2008

Pois até me poderia divertir

A tentativa de apropriação do brilho alheio, não fosse isso, na verdade, tão triste e, no fundo, tão desesperado e inútil.

2 comentários:

anónimo! disse...

refere-se à apropriação na sua forma tentada mas, FELIZMENTE, não consumada.

porque vejo que é uma mulher de recursos, que torna inúteis, desesperadas essas (vãs) tentativas, e ao mesmo tempo, de uma bondade, de uma complacência suave, doce, quando observa as fracas investidas. e não se diverte (mas podia, adverte) porque o seu imo é revestido, blindado com a força dos sentimentos puros, dignos...

sim senhora... e depois querem, como o outro, que se confesse uma infâmia...

é o confessas, que nessa já não caio eu...

anónimo da luta disse...

eh pah.. estou arrependido de não ter escolhido o nick de "anónimo da luta" e ter rematado com um "dá-lhes pirata"...

qui qui ri qui qui qui...