29 novembro 2006

All I need is a chip and a seat

Aprendi esta frase quando me introduziram no maravilhoso mundo do poker. Para ganhar basta ter uma ficha e um lugar à mesa, porque o poker é um jogo de paciência (saber esperar pelas cartas certas), de timing (saber quando e como apostar) e de controle das expressões corporais (mandar os sinais correctos aos outros jogadores para que isso funcione a nosso favor - seja um bom jogo ou um bluff).
Quanto mais sei sobre o jogo mais me parece que é uma excelente metáfora da vida.

15 comentários:

sete e picos disse...

concordo inteiramente, e é por isso que eu gosto das versões mata carta, mata jogador/a, etc, pois tudo pode acontecer, pode-se ter um excelente jogo e de repente.. pluff ou o contrário, ganhar o jogo com um par de dois. Tal como na vida..

é a vida disse...

de repente de repente como na vida, os ricos tão cada vez "mairicos" e os pobres cada vez mais pobres... a aleatoriedade deve andar um pouco de férias, não ?

8 e coisa 9 e tal disse...

"é a vida": talvez nao tenha lido o título. A ideia é que nem é preciso entrar na mesa cheio de guito, basta ter uma ficha para poder jogar e até se pode sair milionário.

Um bom jogador de poker não se fia na sorte, aprende a lidar com as circunstâncias. Já vi gente a perder com um par de ases na mão por não saber jogar bem a sua vantagem, e a ganhar com uma mão miserável por ter aproveitado as oportunidades que lhes foram dadas.

A vida é mesmo assim.

Agora, demagogias é que não - essa dos ricos e dos pobres, vou ali e já venho.

Sou mais da corrente que prefere ensinar a pescar que oferecer uma posta de solha para o almoço. Ainda que de vez em quando se tenha que forrar um estomago para melhor praticar a pesca.

é a vida disse...

pois pode ir e aproveite para se informar da distribuição da riqueza das nações e nas nações (a internet é um manancial).

já agora, aprenda até morrer e que dure muitos e bons.

veja por exemplo, como é que os iraquianos podem aproveitar a mão que têm quando o outro jogador além de ter os ases tem também um colt 45... a fazer lembrar a bd do lucky luke.

-pirata-vermelho- disse...

... de uma certa forma de vida!

-pirata-vermelho- disse...

A menina é poeta?

Leia lá outra vez o que é a vida.

Se eu tiver muito mais dinheiro tenho muito mais opções de jogo de defesa/ataque, em idênticas condições de jogo e de experiência, versus um jogador 'menos rico' - por isso não é possível jogar poker a feijões...

dizia ela baixinho disse...

ora aí está!

eu q sou uma pelintra assumida, só jogo à bisca e à sueca, sentada em cima de grades de 'minis', como me ensinaram meus amigos alentejanos.

:)))

sete e picos disse...

A desigualdade na distribuição da riqueza das nações é um facto e acho que ninguém aqui o desconhece; os ricos e os pobres não o são por inspiração ou designío do divino mas porque continuamos a viver em sistemas politica, económica e socialmente injustos. Contudo, todavia, porém, ainda assim a vida reserva surpresas aos ricos e aos pobres e o poker ilustra isso muito bem. Pode-se ser rico e acabar na miséria querendo apostar tudo o que se tem ou ser pobre e acabar rico com um golpe de sorte.

Por isso pergunto ao é a vida, o que é o que o cú tem a ver com as calças?

-pirata-vermelho- disse...

A menina é poeta ou só está a querer acreditar que há deus?

8 e coisa 9 e tal disse...

bom, bom, bom. isto é mesmo baralha e volta a dar.

hei-de aprender a morrer um dia, e lhe garanto que não vai ser por muitos, vai ser mesmo para sempre pq por muito que queira não acredito nem na vida eterna nem na reencarnação.

Quanto à imagem do corpo a corpo de 1 americano vs 1 iraquiano, é uma situação bestial para a metáfora: caso em que o jogador mais rico tem também a melhor mão.

"vida" não se resume à diferença de riqueza entre os povos e nações, nem ao conflito armado daí decorrente. É o respirar de cada dia em cada um de nós.

Parece que estou a discutir se neve é ou não plausível como metáfora de branco com quem nunca a viu.

dizia ela baixinho disse...

pirata zero,
oitoecoisa quinze.

-pirata-vermelho- disse...

As mninas falam como se fossem surdas.
(é histórico, qualquer que seja o tema ou a banalidade)

Não se entende o que o pirata teria ver com os quinz'a zero.
(pirata este que não estará ( agora!...) a ser iniciado no poker, que esperamos que, ainda por cima, não seja uma daquelas pepineiras online!)

E
as meninas nem falam no seguimento do que aparece escrito por quem comenta; nem o que dizem parece ter em conta a dimensão Possível...) do interlocutor; as meninas exibem uma forma de inteligência excepcional - ninguem as entende!

8 e coisa 9 e tal disse...

eu estava a responder a quem se apresentou com o nick "é a vida", pensei que fosse claro como água. Pareceu-me que o pirata estivesse a dar umas achegas aqui e ali, mas a resposta a essa pessoa era dirigida.

Assim sendo, o meu discurso tem um seguimento lógico e racional, apesar de não lhe ser dirigido, caro pirata.

Nem eu percebi a piada do 15 a 0, que apenas me recorda a bestial piadinha dos gato fedorento. "O cortador de relva tb marca um golo, mas é anulado pelo árbitro, são todos uns gatunos".

rené dascartas disse...

"Assim sendo, o meu discurso tem um seguimento lógico e racional."

Queridas múltiplas, jamais pensei ser possível ler uma frase destas no vosso blogue. Muito obrigado. Mas pagam vocês as custas de transladação e os estragos no cemitério onde dei, como dizem agora, "saltos na tumba".´
E já agora, que me obrigaram a sair, vou ver se descubro a morada de um tal damásio. alguém o conhece?
Vosso, agora e sempre
R.D.

ceguinho disse...

1. Foi "postado" algo que traduz a convicção de alguem que diz que o jogo de poker é uma excelente metáfora da vida.

1.a - note-se que é excelente, não é muito bom nem bom mas sim excelente.

2. revogado

3. Assim sendo, pareceu-me fraca o "mapa" entre um jogo de poker e a vida, tendo por pressupostos os argumentos aduzidos pela múltipla.

4. revogado

5. A vida é um jogo de poker viciado em que até se introduz um elemento novo que é a banca (passe a expressão) que detem a maior parte das cartas e quando essas falham dispõe de um colt 45.

6. Não é por acaso que Alan Greenspan disse que "possui uma máquina maravilhosa que é a impressora da Federal Reserve.". E o resto do mundo que se foda com a inflação "pardon my french".

7. Assim sendo, as nossas magras chips não valem um corno e além disso no nosso seat temos uma base militar, toma lá que já almoçastes hamburger.

8. No entanto, sou dos que acreditam (ao contrário de einstein) que dEUS joga aos dados e que mais importante que existirem mudanças bruscas de sorte (mesmo que as sejam por capacidades técnicas) é existir a ideia, a ilusão de que as pode haver.
que é como que diz, o sonho comanda a vida.

9. eu tava a falar de um âmbito muito alargado de vidas (aí a metáfora do poker não vale nada, sem discussão possível.. excepção para o joão carlos espada)

10. a múltipla tava a falar de casos isolados e aí concordo mas só de esguelha.

soltas : o americano não era um individuo, e mesmo que não tenha a mão mais rica tem o colt 45, assim sendo os chips os seats são acessórios, ou ainda não entendeu ? é que nem há jogo sequer !!! não há, pronto !!!

o que se pretendeu dizer no comentário à setepicos que pugnava pela súbita mudança e que tudo pode acontecer de repente é que não concordo com isso, o factor aleatoriedade está arredado do modo como as nações interagem entre si e dentro de si. daí que haja mesmo cada vez mais um maior fosso entre detentores de riqueza e detentores de pobreza. e isso é verdade e não é demagogia, e não é por uns serem muito técnicos e competentes em poker e os outros serem broncos.

porque volto a dizer, quando se tem o colt 45 na mão não há jogo. quando é o mesmo que controla o stock market das matérias primas e dos bens de produção não há jogo.

dê-lhe as voltas ilusórias que quiser.

mas repito, o sonho comanda a vida