24 novembro 2006

O meu gato era assim

Acabo de receber isto por mail. O meu gato era exactamente assim - se viveu 18 anos sem engolir comprimidos, imaginem se o tivesse feito.

Como dar um comprimido a um gato

1. Pegue no gatinho e aninhe-o no seu braço esquerdo como se segurasse um bebé. Coloque o indicador e o polegar da mão direita nos dois lados da boquinha do bichano e aplique uma suave pressão nas bochechas enquanto segura o comprimido na palma da mão. Quando o amorzinho abrir a boca atire o comprimido lá para dentro. Deixe-o fechar a boquita e engolir.
2. Recupere o comprimido do chão e o gato de detrás do sofá. Aninhe o gato no braço esquerdo e repita o processo.
3. Vá buscar o gato ao quarto e deite fora o comprimido meio desfeito.
4. Retire um novo comprimido da embalagem, aninhe o gato no seu braço enquanto lhe segura firmemente as patas traseiras com a mão esquerda. Obrigue o gato a abrir as mandíbulas e empurre o comprimido com o indicador direito até ao fundo da boca. Mantenha a boca do gato fechada enquanto conta até dez.
5. Recupere o comprimido de dentro do aquário e o gato de cima do guarda-fatos. Chame a sua mulher do jardim.
6. Ajoelhe-se no chão com o gato firmemente preso entre os joelhos, segure as patas da frente e de trás. Ignore os rosnados baixos emitidos pelo gato. Peça à sua mulher que segure firmemente a cabeça do gato com uma mão enquanto força a ponta de uma régua para dentro da boca do gato com a outra. Deixe cair o comprimido ao longo da régua e esfregue vigorosamente o pescoço do gato.
7. Vá buscar o gato ao suporte do cortinado e retire outro comprimido da embalagem. Tome nota para comprar outra régua e reparar as cortinas. Cuidadosamente varra os cacos das estatuetas e dos vasos do meio da terra e guarde-os para colar mais tarde.
8. Enrole o gato numa toalha grande e peça à sua mulher para se deitar por cima de forma a que apenas a cabeça do gato apareça por debaixo do sovaco. Coloque o comprimido na ponta de uma palhinha de beber, obrigue o gato a abrir a boca e mantenha-a aberta com um lápis. Assopre o comprimido da palhinha para dentro da boca do gato.
9. Leia a literatura inclusa na embalagem para verificar se o comprimido faz mal a humanos, beba uma cerveja para retirar o gosto da boca. Faça um curativo no antebraço da sua mulher e remova as manchas de sangue da carpete com o auxilio de água fria e sabão.
10. Retire o gato do barracão do vizinho. Vá buscar outro comprimido. Abra outra cerveja. Coloque o gato dentro do armário e feche a porta até ao pescoço de forma a que apenas a cabeça fique de fora. Force a abertura da boca do gato com uma colher de sobremesa. Utilize um elástico como fisga para atirar o comprimido pela garganta do gato abaixo.
11. Vá buscar uma chave de fendas à garagem e coloque a porta do armário de novo nos eixos. Beba a cerveja. Vá buscar uma garrafa de whisky. Encha um copo e beba. Aplique uma compressa fria na bochecha e verifique a data de quando apanhou a última vacina contra o tétano. Aplique compressas de whisky na bochecha para desinfectar. Beba mais um copo. Atire a T-Shirt fora e vá buscar uma nova ao quarto.
12. Telefone aos bombeiros para virem retirar o cabrão do gato de cima da árvore do outro lado da rua. Peça desculpa ao vizinho que se estampou contra a vedação enquanto tentava desviar-se do gato em fuga. Retire o último comprimido de dentro da embalagem.
13. Amarre as patas da frente às patas de trás do filho da p*** do gato, com a mangueira do jardim e de seguida prenda firmemente à perna da mesa da sala de jantar. Vá buscar as luvas de couro para trabalhos à garagem. Empurre o comprimido para dentro da boca da besta seguido de um grande pedaço de carne. Seja suficientemente bruto, segure a cabeça do corno na vertical e despeje-lhe um litro de água pela goela abaixo para que o comprimido desça.
14. Beba o restante whisky. Peça à sua mulher que o conduza às emergências e sente-se muito quieto enquanto o médico lhe cose os dedos, o antebraço e lhe remove os restos do comprimido de dentro do seu olho direito. A caminho de casa contacte a loja das mobílias para encomendar uma nova mesa de jantar.
15. Trate de tudo para que a protectora dos animais venha buscar o cabrão do gato mutante fugido do inferno. Telefone para a loja dos animais e pergunte se têm tartaruguinhas.

9 comentários:

na prise és bestial disse...

heheheeh muito bom.

dizia ela baixinho disse...

lindo!

tive um gato a quem pusémos o nome de 'dino, o super gato': o passatempo preferido do bicho era atirar-se p as cortinas e balançar-se lá do alto, só lhe faltava mesmo a capa. dava uns saltos como eu nunca vi, mas a acrobacia é difícil de descrever.

depois um dia conheceu a gata-maravilha e pisgou-se... malvado.

Nomyia disse...

liiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiindo!!!!
Ri-me imenso. Acho que esta história vai dissuadir muita gente de comprar um gato!
*****

o chofer a dançar com a criada disse...

bem, tá windo...(desculpem, não consigo pernunciar os W....não é os w que quero dizer...é os w...fdx!...o gato arrancou-me a wíngua..

tumtum disse...

:) fartei-me de rir. Boa sorte para quem tiver gatos.

sete e picos disse...

chiça penico chapéu de coco, raça do gato, ainda bem que os meus não eram assim...

-pirata-vermelho- disse...

eU QUANDO FOR GRANDE QUERO UMCOELHINHO QU'A MAMÃ NO OUNTRO DIA DEU À MARIA É A CRIADA PARA ASSAR PUQUE ESTAVA FRIO
EU GOSTO UTIODE BCHINHOS E TAMBEM GOSTVA DE TER UM CÃO E UMA CINCHILA E UM GATO MALTEZ EEEEEEHEHEHE OS GATINHOS DA MINHA PRIMA LINDA SÃO MUINTA LINDINHOS E ELA VAI DAR UMA MIMEEEEEHEHEHEH

dizia ela baixinho disse...

(ai a fée-vertE...)

(ou era aquela do ribatejo?)

(ou aquela verde, lá do norte, vínica?)

cuidado q ainda vou ali ao gatil de Monsanto e venho de lá com um par de gatos e atiro-os p dentro da embarcação do corsário atrevido!

(e depois ele q se amanhe!)

-pirata-vermelho- disse...

Navio!
Embarcação é o cacilheiro das cinco e vinte ou um barquito d'andar à vela no Algarve-da-gente-gira...