14 dezembro 2006

Do comportamento público e privado

As pessoas cobardes são muito tristes. Em privado são uns heróis, dizem o que pensam, o que deve ser feito, exprimem as indignações. Em público, com a audiência certa, calam-se como ratos.
Aplaudem em silêncio os que têm coragem de dizer as coisas que têm de ser ditas, votam secretamente nessas pessoas, mas defendê-las publicamente é que já não é com eles.
Tenho pena dos cobardes. Tenho pena de ter de trabalhar com gente desta. Estou a ver que a pastorícia é mesmo o meu destino.

2 comentários:

ManyFaces disse...

A carne é fraca. A vontade é fraca. A vidinha prevalece.

8 e coisa 9 e tal disse...

é, a vidinha e o status quo. E ai de quem se atreva a fazer frente a qualquer um dos dois. Haja santa paciência. Vinde a mim as ovelhinhas.