15 dezembro 2006

Manhãs

O despertador toca, carrego no botão para o voltar a fazer dali a 7 minutos. Olho para a hora, já passam 21 minutos da hora programada, o que significa que nem ouvi os três primeiros toques. Ou terei ouvido e desligado sem me dar conta? A dúvida permanece todos os dias.
Volta a tocar. Volto a desligar, mas agora fico acordada até ao toque seguinte. Viro a cara na almofada, sinto a boca inchada, devo ter a cara toda inchada. O trim insiste, dou mais duas voltas e começo a ter vontade de ir à casa de banho. Está frio lá fora, enrosco-me nos cobertores debaixo dos lençóis de flanela, ordeno-me que me levante. Custa muito sair da cama.
Levanto-me finalmente, ligo a música, vou para a casa de banho cumprir a rotina matinal. Olho-me ao espelho, cabelos desgrenhados, a cara inchada, tenho a boca da Sofia Aparício. Lavo as mãos, os dentes, a cara.
Ponho uma música mais mexida, decido se tomo banho ou me visto directamente. Ligo a máquina do café.
Estou atrasada, é melhor vestir-me, se tomar banho agora fico meia hora debaixo do duche a olhar pela janela os pais a deixarem os filhos na escola primária.
Tiro um café, como uma fatia de bolo. Encontro os brincos e o anel, decido que me vou pentear enquanto o café arrefece.
O cabelo não colabora, quanto mais penteio mais horrível fica. Ponho ganchos de lado, a disfarçar. Não funciona, mas não me importo. Volto à cozinha, engulo o café.
Casaco, carteira, chaves, óculos escuros. Danço mais um bocadinho, apago a aparelhagem e saio de casa.

11 comentários:

sete e picos disse...

conheço o filme, a personalidade multipla é fantástica!!

ManyFaces disse...

Eu nunca adormeci ao toque do despertador, nem quando estou "morto"... Devo ter algum gene vigilante herdado do homem das cavernas... Na minha parte ancestral do cérebro o toque do despertador deve ser associado ao ataque de um animal feroz.
É preciso sair da cama e salvar-me a mim e ao resto do bairro...

o chofer a dançar com a criada disse...

Também quero uma janela na casa de banho.

Ethan disse...

Desculpe se isso soar machista, mas nossa, como é complicada a rotina de uma mulher.

pla disse...

Melhor que lábios à Sofia Aparício só mesmo lábios a Ester Cañadas...

Eu adoro manhãs e desde pequeno que me acusam de não respeitar os hábitos de sono dos demais, inclusive uma primas minhas que durante o verão achavam que 6.30 da manhã não era hora de gente para acordar e brincar...

Anónimo disse...

Até às 10 da magrugada não me aborreçam, que eu posso morder! Estou a avisar...

8 e coisa 9 e tal disse...

manyfaces e pla, uns têm e outros não. de manhã existir é um tormento e quem se cruza comigo sabe bem disto...

ethan, isto não é rotina "das mulheres", não leu em parte nenhuma nada sobre maquilhagens nem depilações nem nada que se pareça com coisas exclusivamente femininas. É uma manhã de uma pessoa que tem mau acordar.

chofer, quando quiseres vens cá casa tomar um duche e deliciares-te com a vista. Jardim, árvores grandes, pessoas a passarem lá em baixo, e tu sob um jacto maravilhoso de água quente. é do melhor. Enquanto não vier a policia prender-me por atentado ao pudor...

dizia ela baixinho disse...

7 minutos? os meus intervalos em circunstâncias análogas são mais redondos: 10 minutos. és uma múltipla original! ou será um número fétiche?

(eu cá gosto do nº 3)

tumtum disse...

E ainda q a oito e coisa falasse em depilações e maquilhagens não quer dizer q se referisse apenas à rotina 'das mulheres'. Conheço mts homens q se depilam e alguns q se maquilham.

sete e picos disse...

ó tumtum, serão esses os metrosexuais? ;)

tumtum disse...

Por acaso não, sete e picos, sabes? :))A moda da depilação masculina pegou mesmo. acho q atravessou a fronteira dos metrosexuais. elá praí muitos rapazes q não têm cuidado excessivo com a imagem, não usam cosméticos nem roupas de marca, etc. e se depilam... por e simplesmente porque não gostam do chamado 'pêlo farto'