13 março 2007

Telejornal com filho

- Quem é este?
- É o adjunto do ministro.
- O que é que isso quer dizer?
- Quer dizer que é o braço direito do ministro.
- E quem é o braço esquerdo?

4 comentários:

o chofer a dançar com a criada disse...

hahahahahahhahahahhahahah....

dizia ela baixinho disse...

vá que se limitou a perguntar pelo braço esquerdo... olha e se tivesse perguntado quem era a perna? e o pulmão? e o coração?

já te disse: esse miúdo é um filósofo. dos bons.

no baile da d. ester disse...

Quem te manda a ti usar uma expressão dessas? A mim sempre me enervou chamar braço direito a alguém, se ela deixasse de estar ficar-se-ia maneta. Além do mais, a mim não me apeteceria nada ser o braço de alguém; a escolher uma parte anatómica iria para algo verdadeiramente fundamental como o fígado ou o pâncreas. Sem mão até se vive, agora experimentem sem isca...

8 e coisa 9 e tal disse...

É impressionante a quantidade de expressões e frases que usamos de forma automática. As crianças descobrem-nas logo e confrontam-nos com o absurdo e estupidez de muitas delas. Este é apenas um exemplo - e olhem que todos os dias aparece mais um.