04 maio 2008

Conferência de Imprensa - MC-L7C

É a abrir a caixa de comentários abaixo.

64 comentários:

8 e coisa 9 e tal disse...

Na qualidade de criadora e mentora do movimento cívico - levem a sete à colômbia, quero começar por agradecer a todos que se envolveram nesta iniciativa de solidariedade global para levarmos a sete e picos até à defesa da sua tese de mestrado. A vida tem sempre surpresas, muitas das quais desagradáveis, o que é mais um motivo para nos congratularmos por este movimento colectivo de entreajuda. Falta pouco, muito pouco para o que precisamos. Mas os milagres acontecem...

Obrigado à subcoordenadora nacional do movimento cívico :), aos bloggers que ajudaram na divulgação e a todos os que contribuiram com guito. É extraordinário que isto tenha acontecido.

sete e picos disse...

isto parece os media da vida real, a acabar de abrir a conferência de imprensa e já a sair um post com os prmeiros resultados da MCL7C

nove e tal disse...

olá olá cá estou eu. e feliz pelo movimento aka MC-L7C e pelos resultados conseguidos.

e mais direi.

no baile da d. ester disse...

grande múltipla, grandes todos e todas participantes!

Uma questão à admirável sete: qual a data prevista da defesa da tese? como é a discussão por lá?

sete e picos disse...

é pá , vocês vieram com fatinhos janotas.. Acho que vou ali tirar o fato treino e compor aqui um bocadinho o look

David disse...

Alguma possibilidade da transmissão on-line em directo da defesa da tese?

no baile da d. ester disse...

(olha para si e para a sua vestimenta, decide não comentar o que viu)

sete e picos disse...

a data já confirmada de defesa da tese vai ser no dia 20, no penultimo dia da minha viagem

quanto à trasnmissão, sinceramente não faço a minima ideia, mas deixe-me mastigá-lo mais um bocadinho e pode ser que se me ocorra alguma coisa

no baile da d. ester disse...

outra que todos queremos saber: uma tese sobre a conciliação entre trabalho produtivo, trabalho reprodutivo e ócio nos trabalhadores/as das ONGs na Colômbia, a que conclusões chega?

tiro no escuro: ricochete disse...

Então digam-me lá para ver se percebi bem:
não temos aqui um bullseye perfeito mas ficou suficientemente perto do alvo... certo?

sete e picos disse...

alguem sabe se há alguma possibilidade de ligar o skype aos blogs?

no baile da d. ester disse...

tne:r (desde que descobri as siglas não quero outra coisa), certo

sete, que eu saiba não.

dizia ela baixinho disse...

querida sete,

aqui estou eu.

através dos teus posts, conheci um país e uma situação q aqui no velho mundo é praticamente desconhecida. e viajei ctg, e emocionei-me e isso tudo que já se sabe.

pergunto-te: como será reveres a tua colômbia querida? depois de a teres deixado?

e concluir esta etapa utilizando um meio tão pocuo ortodoxo como este movimento a que chamámos MV-L7C?

e o que se segue a esta etapa?

(são muitas perguntas, desculpa).

tne:r disse...

Great!
É dificil acertar no escuro e mais ainda ter tantos ricochetes de volta.
Parabens às coordenadoras, subcoordenadoras e contribuintes.

sete e picos disse...

prometo que depois faço um post bonitinho sobre a tese e sobre a investigaçao, mas posso dizer que uma das principais conclusoes é que de facto é possivel pensar em formas que permitam que a conciliacçao entre o trabalhio e as outras esferas da vida permita que as pessoas tenham vidas mais integrais e mais para al+em do trabalhob e do productivo

Outra conclusao é que o ócio e elemento muito vezes esquecido quando se pesna en conciliaçao, pensa-se mais na dicotomia entre o trabalho e a familia, esquecendo que o cio e tempo opessoal tambçem faz parte das nossas necessidades básicas,.

Vou pedir desculpas só uns minutos que vou tentar outra vez o meu computador que teve um desmaio momentaneo, já volto ás preguntas, porque este computador tá com teclado espanhol e incrementa a dificuldade de acentuar as plavras

dizia ela baixinho disse...

tiro no escuro: ricochete

esperemos que não se esteja a referir ao personagem da marvel ' bullseye', mas antes em atingir o resultado no mais curto espaço de tempo.

http://en.wikipedia.org/wiki/Bullseye_(comics)

sem-se-ver disse...

hum.

e mais?

tne:r disse...

Sou fraco em comics. Era bullseye de olho de touro mesmo: on-time & on-target.

dizia ela baixinho disse...

esclarecida, tne:r. :)

olá sem-se-ver!

mais quê? mais resultados da tese? mais comentadores? mas dinheiro? mais info en geral?

no baile da d. ester disse...

tenho bolachas de amêndoa e linhaça com alfarroba, que são uma categoria, se calhar era isso que a ssv queria. alguém mais é servido?

sete e picos disse...

que mais da tese?

rapidamente, que esta começa a ser uma questão a ser colocada para as OTS (ONgs e outras) que começa a ser mudada uma mentalidade também pra o seu interior e não só para os projectos que realizam para o exterior.

Que este processo é lento, pelas mentalidades ms também porque a nivel geral não há sensibilidade ainda para transformar politicas laborais e de finaciamento e refiro-me à comunidade internacional que quando financia proectos não inclui um orçamento que contemple a possibilidade de que as ongs transformem as suas politicas laborais com uma perespectiva de género, de equidade e de ocnceptualização das pessoas trabalhadoras desde uma visão integral e não só productiva.

E uma conclusão muito importante que é o facto de que as organizações apesar de todas as dificuldades começam a perceber a importancia desta questão da conciliação e a inventar-se politicas internas que promovam formas mais prazenteiras e justas de trabalho

Ps. desculpem a demora, acho que os computadores cá de casa estão sensiveis aos meus nervos e resolveram desmair os dois e primeiro qu abram...

David disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
sete e picos disse...

o regressar á colombia é sempre uma emoção muito grande, por tudo, pela tese, pelos amigos e amigas que tenho muitaaa vontade de ver, pelo voltar a ver um espaço e uma vida que já não é a mesma de há 3 anos, pois nenhum rio passa duas vezes pelo mesmo sitio, enfim, há-de sair tambem sobre isto.

bem vindos sejam tnr e sem-se-ver. e já agora o que é quer dizer tner?


Um,a bolachinha estaria optimo, faço um chazinho ayurvédico, alguém quer?

dizia ela baixinho disse...

hummm... eu não me quero antecipar à sete, ainda nem sequer li a tese. mas parece-me que os resultados estão mais próximos de um 'case study': heuristiciamente tem a sua validade, mas não é uma metodologia extensiva no sentido em que não se pode extrapolar para o 'universo dos colombianos' (ou afirmá-lo como tal).

sete e picos disse...

Mas ainda antes de comentar a tese e tudo o rsto, queria dizer que estou absolutamente feliz por estar a viver esta confirmação de que os tiros no escuro ás vezes podem resultar em clarões. Ainda é dificil de acreditar que vai ser mesmo verdade que eu vou á colombia e que isso vai acontecer graças à loucura do tiro no escuro, e graças á amizade de amigas e amigos e a solidariedade de gente desconhecida mas de alguma forma próxima, talvez pelas possibilidades de construção de relações e de acontecimentos que permite a blogosfera e quem nela anda.

Obrigada e alegria, são palavras que abrangem o que sinto, mas ficam curtas para descrever tudo o que vos queria trasnmitir.

nove e tal disse...

o que é um cházinho ayurvédico?! e bolachas de linhaça e alfarroba?!

eu quero!

tnr:e = tiro no escuro:ricochete

sete e picos disse...

Voltando á tese, e no sentido do que diz quem disse baixinho, de facto a tese foi feita sobre dois estudos de caso de duas organizações colombianas, que operam em botoá e outas partesd e oterritorio nacional. Os resultados não podem ser generalizados nem para a colombia, nem trasnferidos para portugal. Cntudo, uma coisa é certa, quando se uma borboletas dá às asas no japão, pode haver um terramoto em lisboa. Qualquer acção, por pequena que seja, no snetido de trasnformar mentalidades, seja em que area for, produz sempre trasnformações á sua volta.

sete e picos disse...

um cha ayuvédico leva ha preto, gengibre canela cravinho e uma série de outras coisas que fazem uma mistura fantastica, suave e energitica ao mesmo tempo. Sirvo?

sem-se-ver disse...

esclarecida :-)

sete e picos disse...

e ainda sobre o tiro no escuro, não são uns são vários. o do primeiro apelo, o do lançamento do MC-L7C, e o ricochete das pessoas que participaram de uma ou de outra forma. Estamos com a pontaria afinada...

sem-se-ver disse...

pelos vistos, sim. e que bom!

no baile da d. ester disse...

se faz favor d. sete. sô dona nove, as bolachas são uma categoria, biológicas e integrais, compradas ali para os lados da av da igreja, que eu cá sou uma lambona em dieta.

o ricochete está a ser uma experiência e pêras. ainda vamos ser recrutadas por empresas de lobby.

sem-se-ver disse...

qual dieta... há uns crepes de chocolate congelados que são de chorar por mais...

tne:r disse...

O do primeiro apelo acertou-me na nuca. É sabido que a nuca é um alvo infalível.

sem-se-ver disse...

nada: o calcanhar, sim.

sete e picos disse...

obrigda dona ester. quanto ao que vem a seguir, é o mesmo que já vinha sendo mas só que com a satisfação de ter fechado um ciclo, imagino eu, a tese já estava feita desde setembro de 2007, até já tinha feito, para mim já era quase que um fecho, mas é muito importante fazer o fecho formal desta etapa e poder faze-lo ao vivo e mil vezes melhor. O que se seguirá, é o desejo de continuar a trabalhar e a aprender mais, muito mais, sobre a conciliação entre o trabalho e as outras esferas da vida e continuar a apoiar processos de organizações privadas ou sem fins lucrativos concretas da vida real que queriam ensair e implementar formas de conciliação na sua politica laboral.

sete e picos disse...

queria dizer que até já tinha feito a apresentação em power point, é o que me vale, porque s e tivesse que ter estado a faze-la agora dava em doida, agora é só rever e melhorar. Alguém põe açucar no chá?

nove e tal disse...

e onde vais desenvolver o teu trabalho, uma vez que - já é sabido - estás em barcelona?

(eu quero desse chá sim, e venham as bolachas tb)

sem-se-ver disse...

se é tanta a dieta, presumo que será adoçante?...

nove e tal disse...

pois, o calcanhar é tramado, sem-se-ver...

tne:r disse...

...isso depende. No meu caso foi a nuca que escapou à benção das águas. Se fosse o calcanhar seria diferente... A malta do calcanhar é mais difícil de atingir...

sete e picos disse...

a que trabalho te referes exatamente? o da tese está feito, agora vou aproveitar a minha viagem para poder fazer um feedback às e com as ongs dos estudos de caso, e depois espero que rapidamente o meu catalão tenha um nivel aceitável ou que a sorte me bafeje para poder continuar a trabalhar aqui nessa linha.

sete e picos disse...

aproveito para dizer que se alguém estiver interessado na tese, estamos a fazer um preço imperdível, é porem-se em contacto com a dona ester, coordenadora do MCL7C que ela trata do assunto num ápice

Filipe M. Reis disse...

cheguei atrasado para o cházinho mas aqui ficam os desejos de boa viagem à sete e picos.

sete e picos disse...

é mentira :)

mas se houver de facto alguém a trabalhar nesta área ou que tenha interesse por estas questões é só escrever um email ao 8 e coisa e enviamos uma cópia com todo o gosto

sete e picos disse...

obrigada filipe, e oxalá algum dias possas ir aqueles lados com a tua máquina fotográfica. Ias gostar

no baile da d. ester disse...

a da dieta sou só eu e por tempo limitado (e enquanto as bolachas integrais souberem bem). Chá sem açúcar, sff. Um farrapinho de leite. Muito agradecida.

A nuca é tramada, que o digam os coelhos.

O futuro a Deus pertence, como dizia o Saramago, citado pela Zita Seabra no raios e coriscos (eu estou convencida que as câmaras da televisão interferem com as normais sinapses da senhora)

sem-se-ver disse...

estou com fome. demoram, esses biscoitos?

nove e tal disse...

refiro-me ao doutoramento e à instituição q te acolherá. esperando que uma bolsa te possa - desta vez - financiar.

barcelona?

sete e picos disse...

tner: alguma pergunta que queira colocar?

dizia ela baixinho disse...

para mim venha sem açúcar.
:)

sete e picos disse...

ao doutoramento... eu sei que hei-de fazer o doutoramento, que quando tal acontecer hei-de pedir, como muitos e muitas, uma bolsa à FCT, e não só claro... mas por agora por um lado ainda não encontrei o doutoramento que quero mesmo fazer e por outro estou com mais vontade de trabalhar mais directamente com as pessoas e com as organzições, quero continuar a investigar mas ligando á practica, não quero por-me a fazer já outra tese

8 e coisa 9 e tal disse...

espaço para as últimas perguntas, a conferência de imprensa acaba às 23h40.

(pedidos de chá à sete, bolachas à d. ester)

sem-se-ver disse...

ora aí está o que me parece uma medida sensata!!

sem-se-ver disse...

a de nao se por ja a fazer outra tese, nao a de a conf estar a terminar!!

sete e picos disse...

obrigada sem se ver, imagino que sintas na pele esta minha decisão :)

sem-se-ver disse...

:)

tne:r disse...

Se tenho uma pergunta? Tenho. Pergunto-me porque contribuí eu... Pergunto-me porque contribuiram os outros anónimos... Alguém tem respostas? Eu Tenho algumas mas estou com dificuldade em passá-las a limpo, a filtrá-las... è a mesma dificuldade em explicar porque em tantas outras situações se diz que não, às vezes convictamente que não... e a outras inexplicavelmente que sim... Qual é o processo, qual é o motivo...?

no baile da d. ester disse...

caro tne:r, não sei. quando me acontece limito-me a aceitar e a agradecer à divina providência o encontro. mas a sete deve saber melhor que eu.

sem-se-ver disse...

sentir-se que se pode dizer 'sim'?...

sem-se-ver disse...

(vou mimir. beijinhos a todas, uma força especial para a Sete)

sete e picos disse...

eu bem sabia que me ia tramar consigo... eu também estou com alguma dificuldade em filtras as minhas possiveis respostas ou só observações. Só sei que de facto, é muito bom saber que há quem faça ricochete em causas que não são grandes nem imensas nem trágicas nem distantes, quem sinta vontade de colaborar e de experimentar a solidadariedade a uma escala pequena, quem se atreva a envolver-se e a deixar a sua estufa de todos os dias. Quais os processos, quais os motivos? Não sei, sinceramente não sei, só sei que isto foi um presente muito bonito da minha vida e acredito que também da vida de quem o fez possivel e quem nele se quis envolver, seja de que forma for. E como o tempo já vai longo, s+o me resta agradecer de todo o coração à dona ester, a que pariu a ideia, e à dizia ela baixinho por todo o trabalho de acompanhamento e relações publicas que fez e a todas as pessoas que acreditam em tiros no escuro e fazem ricochetes nas suas vidas.

Agora segue-se a partida a dia 7 e de certeza mais posts sobre tudo o que aí vem. Aquele abraço a todos e todas que transformam os seus/nossos pequenos mundos

8 e coisa 9 e tal disse...

Obrigado à sete e picos, obrigado a todos os intervenientes. Aqui fechamos esta conferência de imprensa, boa noite.

8 e coisa 9 e tal disse...

Durante os próximos dias faremos a prestação de contas, com cópias das facturas do dinheiro gasto, e manteremos o MC-L7C aberto durante mais uns dias, para quem quiser contribuir e tenha chegado atrasado.

A minha falta de verbo temporária deve-se à comoção que tudo isto provoca em mim/nós. Uma ideia pequena que virou movimento colectivo e permitiu recolha de fundos para uma causa, ainda que pequena, é uma coisa extraordinária.

Agradeço de novo a todos os intervenientes a generosidade, disponibilidade e uma certa dose de loucura. Prometemos posts da sete lá do outro lado. Muitos e bons :)