04 janeiro 2008

o melhor do mundo são o quê?

No meio das minhas compras de natal passei numa loja onde há computadores com ligação à rede. Vi umas quantas miúdas, 13 14 anos não mais, agarradas às máquinas, todas ao messenger.


Contra todas as regras de boa educação espreitei para os monitores enquanto andava atrás delas, via as letras cor de rosa, as fontes manuscritas, os smiles abundantes. As meninas de totós, rabos de cavalo, tranças, todas com o ar de puberdade.

Exagero na minha intromissão na sua privacidade e consigo ler uma frase na janela do msn:

"Estoume a kontrolar para n t ir aos kornos, cabra de merda"

Engoli em seco e estuguei o passo.

2 comentários:

o chofer a dançar com a criada disse...

ainda por cima a rapariga enganou-se: aposto que assim a outra não a percebeu... então não deveriam ser os kornos da kabra?

eu disse...

em conversa de fim-da-semana(-e-do-dia) com a minha parceira laboral de assoalhada, constatámos os seguintes factos:
1) os nossos filhos têm os desenhos animados todos dobrados em português (no meu tempo-não-tão-distante-assim só me lembro da Heidi, do Tom Sayer e pouco mais, o resto era tudo legendas com eles); e
2) fartam-se dos ditos desenhos animados muito mais cedo (não me envergonho de escrever que ainda vi até aos 15/16 anos, hoje se aos 8 anos a criança ainda aturar o cartoon venham de lá esses foguetes!!)

Digerido o jantar, e conjugados os tais factos com a posta que acabo de ler, tive uma triste conclusão:
as nossas crianças não sabem escrever, porque nem as legendas são obrigadas a ler.

Nota: Acabaram-se os filmes dobrados lá em casa...