25 janeiro 2008

Conversas cruzadas num clix

Liguei para a bilheteira. Enquanto esperava que atendessem, comecei a ouvir uma conversa ao longe. O som do toque interrompia uma mulher que falava do preço do agrião e do bacalhau, está pela hora da morte, a minha filha já me disse que não compre mais ali mas o agrião é bom e eu dou dois euros pelo molho de agrião. O rapaz da bilheteira atendeu, negócio fechado, bilhetes reservados. Quando estava a desligar ouvi uma frase que me deixou intrigada: "estão pendurados nas árvores e ninguém os apanha".
Bendita clix que não apenas me dá chamadas de borla mas também me deixa ouvir as conversas dos outros.

2 comentários:

nove e tal disse...

os agriões. por isso é que estão tão caros. ninguém quer ir lá cima apanhá-los. ora...

sete e picos disse...

ou serão os ladrões? há uns anos atrás comentava-se que a zona do principe real estava muito insegura porque os ladrões se escondiam nas árvores e saltavam sobre os incautos trauseuntes. Se calhar voltaram a aplicar a mesma táctica...