29 janeiro 2008

Um serviço 8 e coisa


Não procure mais.

Depois de aturadas negociações, 8 e coisa 9 e tal conseguiu contratar como consultora permanente a Hipocondríaca de serviço que combina a medicina alopática com um conjunto de conhecimentos holísticos que permitem uma rápida e pronta reconversão.

1º consulta grátis.


10 comentários:

8 e coisa 9 e tal disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
nove e tal disse...

cara nova consultora (seja lá quem fores e permite-me, desde já, o tratamento por tu)),

não te metas com o THE John Cage. aí sou eu q te dou umas quantas sessões/formação na música do séc. XX.

(ou se preferires no Black Mountain College ou New York School)

e por aí fora, até fazeres a vénia a esta peça.

8 e coisa 9 e tal disse...

a consultora ajuda a entender a arte do insólito, a apreciar o silêncio da orquestra, a dar valor aos ruídos de outra forma ininteligiveis. Depois do tratamento por ela proposto decerto que todo e qualquer deficiente cognitivo para a obra de cage está pronto a erguer-lhe um altar e a agradecer pela luz que fez cair sobre a sua vida.

mas isto sou eu, a hipocondríaca neste momento está a medir a tensão arterial. já volta.

sangue azul disse...

mas...mas...

e a paula-bobone-que-não-ela-mesma foi 'dispensada'?

é que precisava/gostava IMENSO da tia.

Não se vá embora, pliiiiiiiiiiiiiiiise!

ansiosa micro desejando alcançar o nirvana disse...

louvadas sejam as senhoras que trouxeram esta nova consultora, é desta que vou ser uma ansiosa com visão macro, vou arranjar um emprego, ser uma mulher de sucesso, uma mãe inesquécivel e dedicada e uma esposa ardente e boa companheira...

eu só tinha mais uma preguntinha mas como já vou para a segunda consulta aviso que só pago se for baratinho ou se puder trocar por alguma coisa, por exemplo lições de levitação, hipnotismo, tarot, Bachelard y Nancy Fraser, mas isso depois acertamos, o que eu queria mesmo perguntar (ou preguntar?) era a minha irmã teve um berço de caixas de papel que era o que os meus pais conseguiram em angola, eu já tive um berço de vime, acha que isso afecta alguma das nossas capacidades genéticas. Diga-me dotora, sinceramente, acha que algum dia poderemos alcançar a visão macro? há alguma esperança de poder deixar de pensar no 2º violino daquele concerto que dura 4 e picos minutos sem entrar em introspecção profunda, analisando todos os meus silêncios internos e inconscientes?

É servida deste fantástico éclair de chocolate?

o chofer a dançar com a criada disse...

uma sessão de formação para ajudar a combater o défice do sentido estético-estático que nos impede de apreciar os 4'33'' do john cage também se realiza em silêncio?

obviamente chumbei disse...

essa da sessão de formação (em silêncio) para o CAGE faz-me lembrar uma aula de hara-kiri a que assisti... "Por favor vejam com muita atenção, só irei fazer isto uma vez"

foi dançar a bossa nova disse...

"John Milton Cage Jr. (September 5, 1912 – August 12, 1992) was an American composer. A pioneer of chance music, electronic music and non-standard use of musical instruments, Cage was one of the leading figures of the post-war avant-garde and, in the opinion of many, the most influential American composer of the 20th century.He was also instrumental in the development of modern dance, mostly through his association with choreographer Merce Cunningham, who was also Cage's romantic partner for the most part of the latter's life.

Cage is perhaps best known for his 1952 composition 4′33″, the three movements of which are performed without a single note being played. Although 4′33″ in fact consists of the sounds of the environment that the listeners hear while it is performed,it is frequently erroneously perceived as four minutes, thirty three seconds of silence and has become one of the most controversial compositions of the century."

Isto é o que diz a wikipédia. Ainda não consegui ver o filme do 4´33 mas, como nota prévia, aviso já que tenho (muito) pouca paciência para este tipo de manifestações artísticas tão silenciosas a avant garde. Assim como para quase todo o tipo de "instalações" ou afins em que o objectivo do artista é "virar o público para uma viagem dentro de si".
Em compensação, a sua namorada/parceira/companheira/mulher/o que quiserem definiu todo um novo estilo de dança contemporânea que adoro!

hipocondriaca de serviço disse...

cara nove e tal, notarei na sua frase alguma impaciência? Recomendo-lhe que saia rapidamente das termas: vários estudos realizados por cientistas credíveis afirmam que a permanência prolongada em instituições termais podem prejudicar seriamente a resistência bacana dos indivíduos. Como alternativa, sugiro a frequência de um curso intensivo de dança. Melhora a coordenação motora, o sistema cardiovascular e ajuda a libertar a resistente bacana que há em si.
Cara/o sangue azul: tranquilize-se. A paula-bobone-não-ela-mesma não desapareceu do mapa 8 e coisa. Está sempre atenta e vigilante e aparecerá quando julgar oportuno.
Cara ansiosa micro: como já teve a sua primeira consulta gratuita, deverá marcar uma consulta, utilizando o mail hipocondriaca.serviço@gmail.com.
Cara chofer: não se trata de uma sessão de formação, mas sim de um tratamento complexo que deve ser seguido de forma rigorosa. Devo encarar a sua pergunta como uma consulta?
Cara/o obviamente chumbei: ter-nos-emos conhecido nessa sessão de formação?
Cara bossa nova: não percebi se deseja libertar-se da impaciência para com "manifestações artisticas silenciosas e avant-garde". Em caso afirmativo, estarei ao seu dispôr.

foi dançar a bossa nova disse...

Cara hipocondriaca,
Folgo vê-la tão atarefada. A sua falha é compreensível porque, efectivamente, não tenho o mínimo desejo de me libertar da minha falta de paciência ou de pachorra, paulatinamente adquirida ao longo dos anos perante manifestações "artisiticas" várias. Em todo o caso, agradeço a sua disponibilidade.