07 julho 2008

Misoginia feita à maneira

Ainda há umas semanas se queixava a Maria Teresa Horta, num chinfrim de meter feministas brasileiras à mistura, a pedirem o rolar de cabeça de inúmeros baptistas inconvenientes, por ousarem imaginar que a implosão de mamas de silicone seria um boa forma de protesto (e eu continuo achar uma excelente ideia, tirando o preço a que está o litro de silicone e nitroglicerina).


Compreende-se que Maria Teresa esteja preocupada com o futuro do feminismo. Os perigos continuam a brotar de todos os lados, agora o inimigo são as novas tecnologias.


A Apple desenvolveu a nova coqueluche dos telemóveis, que responde aos estimulos enviados pelas pontas dos dedos. Ora, e os direitos das mulheres que têm unhas compridas?



Feministas de pelos nas pernas e nas axilas, sem soutien e em recusa total de maquilhagem, verniz de unhas e outras utensílios e ferramentas dos machitas para seu prazer exclusivo? Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades, a luta agora é pelo direito à unha comprida. Toma lá que já almoçaste.

7 comentários:

pla disse...

E eu que descobri que a senhora respopnsável pela facturação na nossa empresa se enganava muito mais quando trazia as "nails" de gel novas .... pedimos-lhe, por favor, que fizesse as notas de crédito/débito correspondentes apenas em períodos sem as ditas.Fez greve de zelo e informou que iria de férias mais cedo que o previsto, pois estava a sofrer uma pressão muito grande "cá no trabalho"!

d. inês sequiosa disse...

pla, a funcionária era uma vítima dessa cambada de machistas empedernidos indiferentes à poética da unha de gel. Manda-lhe o link que aqui se postou e é vê-la a ganhar tamanho, venham cá que já vos como vivos, seus falocentricos autistas.

david marques disse...

Donna Haraway a um clique.

sem-se-ver disse...

o que são unhas de gel?

:|

8 e coisa 9 e tal disse...

oh sem se ver, p'amor de Deus, não sabe o que são unhas de gel?

são unhas falsas que se poem em cima das verdadeiras. servem para prevenir as roedelas e para ficar com unhacas capazes de arrancar olhos aos mais incautos. E a chefes que mandam fazer balanços apenas quando as mesmas não estão postas.

Quando era pequena fazia-as de plasticina. De gel nunca desbundei.

sem-se-ver disse...

num sabia. :S

ie, sei que há unhas postiças (vá lá que depilar os pêlos das pernas - e axilas, vááááá - a tanto me permite o meu feminismo), mas a cena do gel confundiu-me. achei material quebradiço. mas pelos vistos resulta, senão não estava na moda!

(isso de evitar roedelas é só pra quem pode - e quer!!)

obg pela explicação :-))

8 e coisa 9 e tal disse...

sempre às ordens sem-se-ver (psiu, então e as virilhas?)