15 julho 2008

Tacones lejanos


imagem aqui

Estão na moda os sapatos (ou sempre estiveram), mas o que está mesmo na moda é falar deles, exibi-los, mostrá-los, enaltecê-los, discorrer sobre marcas, à semelhança da loura que protagoniza a série/filme 'O Sexo e a Cidade' e que, supostamente, é uma shoe-addicted. De qualquer modo, frise-se que não tenho nada contra esta moda, eu sou a favor de todas as liberdades individuais possíveis, desde que não chateiem o colectivo.

Nunca fui muito dada ao culto dos 'pés'. Mas, a bem da verdade, também eu tive a minha época em que usava (e gostava) de sapatos de salto alto. Parecia, à data, que quanto maior o salto ou a cunha, maior o sucesso junto da 'audiência' (ainda bem que esse tempo foi o dos 8cm e não o dos 12cm estipulados pelos actuais ditâmes da moda). Faziam-me sentir poderosa no início da noite mas, invariavelmente, infeliz no final da mesma. Lembro-me de noites antológicas descalça, planta dos pés preto e de sapatos na mão, tamanha era a tortura a que tinha sido sujeita. Aí compreendi na pele a expressão 'tortura chinesa', que - já se sabe - passava pelo sacrifício da bendita base que nos apoia. All for beauty's sake.

Anos volvidos, descobri a luz. A primeira vez que as vi não queria nem olhar para elas. 'Não sou capaz, isto é a fealdade, isto é horrível, não quero. 'Anda lá (passando o pleonasmo), vais ver que tudo muda na tua vida'. Uma viagem a Veneza (cidade onde se tem que andar inevitavelmente muito e muito a pé) quebrou a minha resistência inicial. Foi então que baixei a guarda e capitulei.

É é assim que todos os anos aguardo com impaciência o momento em que vou tê-las de novo nos meus pés. Fosse uma escolha minha (ou seja, se borrifasse no dresscode do meu trabalho), não calçaria outra coisa durante todo o Verão.

So, ladies & gentlemen, meet my TEVA.

P.S. De qualquer modo, todos os 8cm continuam religiosamente guardados. Os desígnios do destino ainda permanecem insondáveis, para mim, nesta matéria.

7 comentários:

na prise és bestial disse...

e usa-los com meiazinha por baixo como as friques alemãs? (são feios feios)

8 e coisa 9 e tal disse...

são confortáveis confortáveis.

é quebrar o preconceito e já não se quer outra coisa. o q se ganha em conforto perde-se em fealdade. mesmo com a bela da meia.

i say!

sete e picos disse...

adoooorroooo essas sandálias, com meias e tudo.

d. inês sequiosa disse...

Ganda cambada de friques. Não tarda querem salvar o ecossistema que cresce nas axilas.

d. inês sequiosa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
no baile da d. ester disse...

tirou-me as palavras da boca, D. Inês. Por muito confortáveis que sejam, aquilo só entra nos meus pés quando me der uma louca e for fazer uma peregrinação. Até lá, tacones os amo! Ou se não tacones, sapatos giruuuus

Peregrinos United disse...

www.swissmasai.com

Nunca se sabe, por exemplo nesse caso de me dar uma louca e for fazer uma peregrinação.