17 julho 2008

Um dia o Benfica vai ter um treinador giro

Hoje é o dia.

6 comentários:

Clara disse...

Já agora arranjavam um também para o Sporting (e para o Porto, e para o Boavista, e para o Marítimo...pelas horas seguidas que passam na televisão, já mereciam ter bom aspecto).

manyfaces disse...

O perfil ideal de treinador do Benfica (de onde se poderá concluir que com o girinho não vamos lá):


0 - Ser Italiano. Falar Italiano. Pensar em Italiano.
1 - Saber defender antes de saber atacar (o guarda redes é o elemento mais importante da equipa).
2 - Saber "terminar" um jogo aos 20m da segunda parte quando está a ganhar por 2-0. E se necessário dizê-lo na cara do treinador adversário ("il jioco a finito, capito?")
3 - Saber terminar um jogo antes até dele começar (em caso de dúvida ficar pelo 0=0).
4 - Compreenda a beleza de ganhar por 1-0 (que suplanta de longe a beleza de ganhar por 5-4).
5 - Use uma medalhinha ao peito com a foto do Trappatoni (é fundamental compreender os clássicos e venerar os Mestres).
6 - Nunca, em situação alguma jogar com 2 pontas de lança (basta 1 que marque 1 golo por jogo).
7 - Renegar a toda a forma contra-natura de jogar à bola, em particular ao "kick and rush" e todas as abjectas variantes do "futebol total" (Catenaccio é a nossa religião, Trapattoni o seu profeta).

manyfaces disse...

O ponto 7 dava para escrever um livro sobre filosofia defensiva.
As formas contra-natura de jogar à bola são aquelas que partem do princípio errado de que o objectivo é... marcar golos. Ou pior ainda: que o objectivo é marcar golos e jogar bem.
Ora, o objectivo do jogo da bola é ganhar. Marcar golos é um mal necessário, um meio para atingir um fim. Nessa linha filosófica o jogo ideal é o que acaba com 1-0 marcado no último minuto.
O "kick and rush" Inglês é detestável porque centrando o jogo na objectividade, eficiência e simplicidade de recursos, o que é comum ao Catenaccio, comete um erro básico ao concentrar-se no objectivo errado (marcar golos). Ora o objectivo correcto é não sofrer golos de forma objectiva e eficiente. Portanto os "rushers" têm um problema com a definição de objectivos.
Já os do "futebol total" são um caso perdido. Para além de se concentrarem nos golos, acham que o objectivo final é dar show, domar o adversário, divertir a audiência... Bem, tudo isso seriam objectivos apropriados para um... espectáculo de circo. O futebol é coisa séria e não deve ser confundido com circo. Já repararam nos espectadores num estádio Italiano? Acham que alguem se está a divertir? O assunto é sério e eles levam-no a sério. Circo é outra coisa.

no baile da d. ester disse...

girinho? mostre-nos o seu caixote do lixo sff.

é tão engraçado ver sair o pequeno rui santos que vive dentro de todos os homens, mesmo daqueles que aparentemente não ligam nenhum aos desportos, e ainda menos à bola, bleargh. Especialmente quando o assunto é puramente estético.

sete e picos disse...

e agora diga-nos lá, manyfaces, independentemente de ser ou nao bom naquilo que faz, acha que o senhor é giro ou nao é giroesteticamente falando?

manyfaces disse...

d. ester: eu ligo à bola... E muito... há um piqueno Rui Santos em mim? pois há. Até porque já tive uns caracois daqueles. Há muuiiitto tempo atras...

sete_e_picos: é giro mas não gosto dos olhos dele...