24 julho 2008

Da beleza e outros demónios

O Cesariny dizia que afinal o que importa não é ser novo e galante, ele há tanta maneira de compor uma estante. Na segunda vida isto não verdade. Em quatro meses neste mundo pixelado só encontrei um avatar velho e dois ou três gordos. Todos os outros são lindos, novos e esculturais. Os avatares passeiam-se em roupas curtas, justas e brilhantes, a avataras equilibram-se em cima de saltos que parecem precipícios, os avataros mostram corpos musculados que só muitas horas de ginásio e algum doping poderiam criar. As pequenas imperfeições são inexistentes: ninguém tem rugas, manchas na pele, borbulhas, caras cansadas, ou rabos grandes. Durante as horas passadas na segunda vida, quase podemos acreditar na perfeição do nosso outro corpo. O difícil depois é desligarmo-nos da invasão de beleza pixelada e reencontrarmo-nos com a colecção de minúsculas imperfeições que carregamos connosco nesta vida.

9 comentários:

manyfaces disse...

não me sinto lá muito confortável no second life. Gosto de rabos grandes e de espremer borbulhas.

Clara disse...

O meu primeiro avatar era igual a mim, cor de cabelo e penteado incluídos (há quase 2 anos).

8 e coisa 9 e tal disse...

Clara, acredito que o seu avatar fosse muito parecido consigo. Mas não me parece plausivel que na vida real a Clara tenha 1,90m (os avatares são todos umas torres), um equilibrio milimétrico de traços e feições, ou a ausência de defeitos que os avatares têm. É que mesmo as penélopes e claudias schiffers desta vida são menos perfeitas do que os avatares do second life.
Por outro lado, a varinha mágica do menu 'editar aparência' permite moldar os bonecos em todos os detalhes: nariz, olhos, boca, queixo, pernas, tronco. A cirurgia plástica pixelada a custo zero, um milagre que talvez não fosse má ideia prolongar para a vida real. Mas a verdade é que isso só é possível ali e a tentação da perfeição (ainda que irreal) é mais forte do que a imagem que o espelho de casa nos devolve, por muito bonitas que sejamos neste mundo.

Anónimo disse...

o espelho lá de casa devolve o teu estado de espírito
o segunda vida retira o teu o estado de espírito

agora escolhe, ou então, se preferires, põe isso à votação/discussão/conversas para não teres tu que lidar com o assunto

mas o que me apetecia mesmo era dar-te um (talvez dois) par de estalos, mostrar-te ao espelho e dizeres-me onde é que estão essas tais "imperfeições" que mais ninguém vê senão tu.

d. inês sequiosa disse...

Caro anónimo, as quintas-feiras fazem-lhe comichão no fígado? Mais amor e menos confiança, se faz favor.

nove e tal disse...

ora, eu conheço/adivinho a múltipla q postou este texto e até me vejo forçada a concordar com o anónimo: onde estão essas imperfeições que ninguém vê senão tu?


second life? livra, que a primeira já dá cá uma trabalheira...

Clara disse...

Os primeiros avatares eram muito feiosos, não tinham as skins que estes têm agora. A altura era regulável.

no baile da d. ester disse...

mais amor e menos confiança, gosto muito.

avatares perfeitos não é para mim, gosto mais de brincar às bonecas comigo mesma. Aos saltos altos inventados prefiro os reais.

dançando sambinha disse...

Diz muito de nossa sociedad que tudos os avatares no second life sao perfeitos. Mais e a pessoa, suas palavras, os seus sentimentos, a verdadeira beleza no mundo virtual

(peligro: improvisando portuñol)